PETROBRÁS RESERVA R$ 1,3 BILHÃO PARA LITÍGIOS ENVOLVENDO A SETE BRASIL

sondas sete brasilO caso da Sete Brasil ainda é uma pedra no sapato da Petrobrás. A estatal anunciou nesta quinta-feira (25) que provisionará R$ 1,3 bilhão em decorrência do estágio atual dos litígios arbitrais envolvendo a Sete, criada em 2010 para gerenciar a compra e operação de até 28 sondas para exploração de petróleo. O valor constará no resultado consolidado da Petrobrás do 1º trimestre de 2019, previsto para ser divulgado no dia 7 de maio.

A estatal enfrenta diversas arbitragens sobre o caso Sete Brasil, todos de natureza confidencial. Segundo o último balanço da petroleira, em uma delas foi proferida sentença arbitral favorável à Petrobrás. “A companhia é vítima dos fatos apurados pela Operação Lava Jato e permanece em defesa de seus interesses nos processos relacionados ao caso, pois defende não ser cabível qualquer pleito indenizatório”, informou em comunicado.

O imbróglio da Sete começou em 2015, no meio do furacão da Lava-Jato, quando executivos da empresa admitiram o pagamento de propinas nos contratos das sondas.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA
Visitante
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA

A estatal não sabe explicar ao certo o porquê que aceitou pagar o somatório equivalente a 4 bilhões de dólares a investidores institucionais norte americanos, os denominados “fundos abutres” em face da “Action Class” e pagamento de multas ao Doj – Departamento de Justiça dos EUA. Mas no Brasil, não reconhece a responsabilidade que teria junto a investidores tupiniquins e Fundos de Pensão que foram lesado no Petrolão. Esses Fundos de Pensão se encontram próximo a falência comprometendo a aposentadoria de centenas de milhares de sexagenários que estão aposentados e pouparam a vida toda para serem colocado na miséria absoluta… Read more »