Megabanner

ESTADOS UNIDOS ACELERA SEU PROGRAMA DE NOVOS HELICÓPTEROS MILITARES E INVESTE QUASE US$ 3,9 BILHÕES EM PROJETOS

qqqqO Exército dos Estados Unidos está acelerando seu programa Future Vertical Lift (FLV), de desenvolvimento da Futura Aeronave de Reconhecimento e Ataque (Future Attack Reconnaissance Aircraft – FARA). Cinco empresas ganharam um contrato fazer  para o chamado ‘Contrato de Protótipo’, onde elas irão projetar, construir e testar uma nova aeronave de Reconhecimento e Ataque. A empresa AVX, que está trabalhando em conjunto com a L3 em um helicóptero composto por rotor coaxial, recebeu US$ 732 milhões. A Bell, com seu design baseado no helicóptero fly-by-wire comercial 525, recebeu US$ 790 milhões, enquanto a Boeing receberá US$ 772 milhões. A Karem Aircraft, única fabricante a entrar na competição com um projeto de um helicóptero Titrotor recebeu US$ 738 milhões. A soma mais alta, US$ 938,4 milhões vai para a Lockheed Martin/Sikorsky com o seu helicóptero S-97 Raider(foto), que está atualmente bem à frente de seus concorrentes.

Espera-se que a lista se reduza para dois candidatos no início do próximo ano. Assim as empresas restantes deverão construir protótipos competitivos, que irão voar por volta de 2023. O Exército dos EUA está sob pressão para encontrar um novo FARA, já que o helicóptero que ele está destinado a substituir, o OH-58D Kiowa Warrior, já estão sendo aposentados. Cerca de 50% da atual frota AH-64 Apache é atualmente usada no papel de Ataque e Reconhecimento de Aeronaves, embora tenha sido projetado  para uma tarefa bem diferente.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of