JANTAR DE ABERTURA DA OTC TERÁ A PREMIAÇÃO DE UM BRASILEIRO PELO DESENVOLVIMENTO DO CONCEITOS DOS FPSOs | PetroNotícias





JANTAR DE ABERTURA DA OTC TERÁ A PREMIAÇÃO DE UM BRASILEIRO PELO DESENVOLVIMENTO DO CONCEITOS DOS FPSOs

Carlos-Mastrangelo-b-224x300HOUSTON- Por Fabiana Rocha-  Durante a conferência, o engenheiro Carlos Mastrangelo, receberá o prêmio OTC Distinguished Achievement Award for Individuals pelo desenvolvimento do conceito de FPSO como sistema de produção definitivo e sua regulamentação no Brasil e nos EUA, conforme o Petronotícias antecipou.  É a segunda vez nos 50 anos da edição norte-americana da OTC que um brasileiro ganha esse prêmio. O primeiro deles foi entregue ao engenheiro Marcos Assayag. Em 2007, quando era gerente executivo do Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), Assayag foi reconhecido por sua contribuição ao desenvolvimento de tecnologias para águas profundas e ultraprofundas.

Carlos Mastrangelo é engenheiro aposentado da Petrobrás, mora em Houston, faz parte da Bratec, a Câmara de Comércio Brasil-Texas e é sócio da Consultoria B-in Partners, que  enxerga no país grandes perspectivas de retomada do desenvolvimento do setor de petróleo. os primeiros resultados desta aposta no mercado brasileiro já começaram a aparecer. Carlos Mastrangelo, revela que já existem contratos fechados, um deles para realizar análises técnica e econômica de ativos que a Petrobrás colocou à venda. A companhia também apoia a Petrorio na avaliação de reservatórios e custos de produção e desenvolveu um trabalho para o Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP) com a projeção de demanda por bens e serviços do mercado nacional nos próximos anos.

 “Se hoje a Petrobrás é a maior operadora de FPSOs da indústria mundial e detém a maior expertise nesse segmento, esse resultado se deve – e muito – ao pioneirismo de profissionais como Mastrangelo, que converteram esse tipo de unidade – originalmente navios petroleiros – em autênticos sistemas de produção. Por não exigirem a instalação de infraestrutura de oleodutos e terem a capacidade de armazenar petróleo, os FPSOs se tornaram alternativa mais eficiente para nossa companhia”, afirma Rudimar. A Petrobrás recebeu, ainda, três prêmios da OTC por inovações aplicadas no offshore: em 1992, pelo conjunto de tecnologias pioneiras utilizadas no campo de Marlim, na Bacia de Campos; em 2001, pela estratégia para desenvolver Roncador e, em 2015, pelas inovações concebidas para viabilizar a produção no pré-sal da Bacia de Santos.

3
Deixe seu comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO NOSSO SITE […]

JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA
Visitante
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA

O engenheiro Carlos Mastrangelo recebeu neste domingo, 5/6, uma das mais importantes distinções internacionais da indústria de petróleo e gás, o Distinguiched Achievement Award for Individuals da Offshore Technology Conference (OTC), tradicional e maior evento do mundo da indústria de exploração e produção de petróleo no mar. O prêmio reconhece a contribuição de Mastrangelo, durante o período em que trabalhou na Petrobras, para a regulamentação e disseminação, em nível mundial, do uso de plataformas do tipo FPSO (unidades flutuantes de produção, armazenamento e descarga) pela indústria de petróleo.

JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA
Visitante
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA

Enfim, a Petrobras sai das paginas policialescas para reconhecimento do mérito de um importante engenheiro de seus quadros funcionais. Parabéns ao engenheiro Carlos Mastrangelo pelo recebimento do Distinguiched Achievement Award for Individuals da Offshore Technology Conference (OTC) pelo reconhecimento e contribuição para a industria de Oleo e Gas, durante o período em que trabalhou na Petrobras, ocasião que mostrou toda a sua competência no desenvolvimento das plataformas do tipo FPSO (unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência de produtos).