EMPRESAS BRASILEIRAS PRESENTES NA OTC ESTÃO EM BUSCA DE NEGÓCIOS COM EMPRESAS INTERNACIONAIS | PetroNotícias





EMPRESAS BRASILEIRAS PRESENTES NA OTC ESTÃO EM BUSCA DE NEGÓCIOS COM EMPRESAS INTERNACIONAIS

dsdssaaHouston  – O Brasil  levando este ano um grande número de empresas para participar da OTC.  Serão 50 empresas brasileiras de vários segmentos da cadeia de petróleo que estão expondo suas soluções aos compradores internacionais que buscam inovação e confiabilidade. Na delegação brasileira, destaque para a participação de empresas voltadas para a indústria 4.0 e equipamentos de alta tecnologia. Uma missão de internacionalização, voltada para empresas que estão prontas para ampliar seu comércio internacional e abrir operações nos Estados Unidos.

A  participação brasileira é organizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com o Ministério das Relações Exteriores. O pavilhão brasileiro está divido em duas partes: uma de cerca de 500m2, onde as empresas brasileiras vão expor produtos voltados à exportação, e outra de aproximadamente 280m2, que será utilizada para promoção do setor petrolífero brasileiro. Estão previstas palestras e conversas com atores globais nesse local. Além disso, haverá um espaço institucional para parceiros, como a Petrobrás, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e o Instituto Brasileiro de dsssPetróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP).

O gerente de Investimentos da Apex-Brasil, Marco Poli (foto), disse que “Com o aumento da exploração brasileira, cresce também a tecnologia desenvolvida em território nacional e a expertise das empresas no setor. Isso aumenta as oportunidades para essas companhias conquistarem novos mercados, e abre também a possibilidade de terem operações fora do país, como escritórios ou representações comerciais. Daí a importância da nossa participação em um evento como este.”

A equipe da Apex-Brasil também estará no evento com foco em atrair investimentos para o país. Em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME), o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e a ANP, serão promovidos seminários e reuniões com potenciais investidores para leilões que devem ocorrer no Brasil no final de outubro. A expectativa do governo brasileiro é de arrecadar cerca de R$ 100 bilhões nesse leilão para exploração de volumes de petróleo e gás excedentes por meio de um contrato de Cessão Onerosa, assinado com a Petrobrás em 2010.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of