DOCAS DO RIO REGISTRA AUMENTO DE 2,8% EM SUA MOVIMENTAÇÃO NO PRIMEIRO TRIMESTRE | PetroNotícias





DOCAS DO RIO REGISTRA AUMENTO DE 2,8% EM SUA MOVIMENTAÇÃO NO PRIMEIRO TRIMESTRE

DCIM100MEDIADJI_0052.JPG

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) terminou o 1º trimestre do ano com uma movimentação de 13.949.128 toneladas, um aumento de 2,8% em comparação ao mesmo período de 2018. O resultado foi influenciado pelos granéis sólidos, responsáveis por 84,4% da movimentação total. Os destaques nesta categoria ficaram com ferro gusa e trigo, operados no Porto do Rio de Janeiro; e minério de ferro e carvão, operados no Porto de Itaguaí.

Só o Porto do Rio registrou movimentação total de 1.674.980 toneladas, alta de 2,4% em relação ao 1º trimestre do ano passado. O crescimento deve-se à carga conteinerizada e granéis sólidos, que representaram 58% e 26%, respectivamente, da movimentação total do porto, em toneladas. A movimentação de contêineres no terminal cresceu 14% na comparação com o 1º trimestre de 2018, com destaque para o aumento de 58,8% na importação de longo curso de contêineres cheios da arrendatária Libra.

Já a movimentação no Porto de Itaguaí teve elevação de 2,9% em relação ao 1º trimestre de 2018. O destaque é o aumento de 6,2% na movimentação de granéis sólidos, que representam 92% da movimentação total do porto. Enquanto isso, a movimentação de contêineres teve uma queda significativa de 24% em toneladas, ocasionado por perdas de linhas de cabotagem por decisão da empresa de navegação, em virtude da retração do mercado. “Vale ressaltar que a parceria entre a MRS e o terminal Sepetiba Tecon tem viabilizado, por meio da ferrovia, um serviço logístico eficiente e competitivo”, disse a companhia, em comunicado.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of