DRONES COM EXPLOSIVOS ATACAM INSTALAÇÕES DE PETRÓLEO SAUDITA UM DIA DEPOIS DE ATAQUES TERRORISTAS A PETROLEIROS EM ORMUZ | PetroNotícias





DRONES COM EXPLOSIVOS ATACAM INSTALAÇÕES DE PETRÓLEO SAUDITA UM DIA DEPOIS DE ATAQUES TERRORISTAS A PETROLEIROS EM ORMUZ

Khalid al-FalihNo dia seguinte ao ataque a dois de seus petroleiros no Estreito de Ormuz, a  Arábia   que drones carregados de explosivos atingiram unidades de extração de petróleo na região de Riad, capital do país,  nesta terça-feira(14) O governo chamou o ataque de ato de terrorismo. O ministro da Energia do maior exportador de petróleo do mundo, Khalid al-Falih, disse que um ataque a duas unidades não interrompeu a produção  de petróleo e nem a exportação de petróleo ou produtos derivados.

O ministro deu uma entrevista ao canal de TV estatal, em  Riad, e disse  que os dois ataques recentes ameaçaram o abastecimento global de petróleo e comprovaram a necessidade de combater “grupos terroristas por trás desses atos tão destrutivos”, incluindo a milícia Houthi, apoiada pelo Irã, no Iêmen.  Duas estações de bombeamento de petróleo foram os alvos do ataque e forçou a Saudi Aramco a paralisar suas operações em um oleoduto. Mais cedo, a emissora de televisão Al-Massirah, controlada pelos rebeldes no Iêmen, informou sobre uma “importante operação militar” contra alvos sauditas com “a utilização de sete drones” contra “instalações vitais” do reino.

No Comunicado oficial  divulgado pela agência  saudita, Falih disse que duas estações de bombeamento foram alvejadas pela manhã por  drones armados, o que causou um incêndio e pequenos danos a uma estação. A Aramco adotou medidas temporárias e interrompeu temporariamente as operações no oleoduto Leste-Oeste que liga a Província Oriental, uma região saudita rica em petróleo, ao Mar Vermelho,  informou o comunicado,  condenando este ataque terrorista. A Arábia Saudita intervém militarmente desde 2015 no conflito no Iêmen para ajudar o poder contra os rebeldes huthis, politicamente apoiados pelo Irã.

Depois das sanções americanas ao Irã, impedindo a venda do petróleo, impondo sanções econômicos fortíssimas, o clima na região é de extrema sensibilidade. I Irã ameaçou impedir o tráfego de grabdes petroleiros pelo Estreito de Ormuz, onde trafegam 70% do petróleo comercializado mundialmente.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of