Megabanner

EQUIPE DA AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA CONCLUI TRABALHO DE SUPERVISÃO NA MAIOR USINA NUCLEAR DA RÚSSIA

leningradoA Rosenergoatom, operadora da usina nuclear de Leningrado, na Rússia, concluiu o fortalecimento da segurança operacional atendendo às conclusões de uma revisão da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em 2017. Essas missões visam melhorar a segurança operacional, avaliando objetivamente o desempenho de segurança usando os Padrões da AIEA e propondo recomendações para melhoria, quando apropriado. Em novembro de 2017, a AIEA completou uma missão de 17 dias na unidade 4 de Leningrado, que foi conectada à rede em 1981 e é um dos quatro reatores moderados a grafite refrigerados a água (RBMK-1000) localizados a 70 km de São Petersburgo, perto  da costa do Golfo da Finlândia. É  a maior usina nuclear  da Rússia em termos de capacidade instalada 4200 MWe.

A Rosenergoatom é uma subsidiária da estatal russa Rosatom. A equipe que supervisionou o trabalho fez sugestões para aumentar a segurança operacional,  incluindo o uso de indicadores para melhorar ainda mais seu desempenho. Fizeram o fortalecimento do programa de proteção contra radiação e revisões do programa de vigilância e controle de química para assegurar a melhoria contínua. Cada  equipe é composta por  três membros. Um especialista da África do Sul e dois funcionários da AIEA.  O trabalho de acompanhamento demorou  acompanhamento de cinco dias. Fuming Jiang, um alto funcionário de segurança nuclear da AIEA disse que foram feitos  “Esforços notáveis e ações foram tomadas para abordar os resultados da missão de 2017, indicando um forte compromisso com a melhoria contínua da segurança pela gerência da fábrica. Encorajamos a gerência da fábrica a continuar com este ímpeto para levar o desempenho ao próximo nível.”

A missão de acompanhamento encontrou melhorias no controle de itens móveis em algumas áreas sensíveis da planta; o uso de ferramentas de desempenho humano; e o programa de vigilância e controle da química das plantas. No entanto, a equipe observou que é necessário mais tempo para demonstrar que as melhorias são totalmente eficazes e sustentadas no uso de indicadores de desempenho proativos  no programa de controle de contaminação por radiação. A equipe forneceu um esboço de seu relatório para a administração da usina e apresentará o relatório final ao governo russo dentro de três meses.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of