MOÇAMBIQUE JÁ TEM O FINANCIAMENTO PARA INICIAR A EXPLORAÇÃO DO GÁS DA ÁREA 1 DA BACIA DE ROVUMA | PetroNotícias





MOÇAMBIQUE JÁ TEM O FINANCIAMENTO PARA INICIAR A EXPLORAÇÃO DO GÁS DA ÁREA 1 DA BACIA DE ROVUMA

DSSSSO Governo de Moçambique aprovou a proposta do projeto de GNL Golfinho Atum ser financiado com 14 bilhões de dólares por fundos bancários e em 11 bilhões de dólares por capitais próprios dos acionistas da concessão. A informação foi confirmada pelo porta-voz do Conselho de Ministros de Moçambique, Augusto de Sousa. O porta-voz reiterou que o consórcio da Área 1 da Bacia do Rovuma vai fazer o anúncio da decisão final de investimento no dia 18 deste mês, em Maputo. Um consórcio liderado pela Anadarko lidera o primeiro projeto de GNL onshore, em Moçambique. O grupo de empresas vai explorar o gás natural encontrado nas profundezas da crosta terrestre, sob o fundo do mar, a 16 quilômetros ao largo da província de Cabo Delgado.

Depois de extraído, o gás será encaminhado por um gasoduto para a zona industrial na península de Afungi, onde será transformado em líquido e levado para navios gaseiros para exportação. O plano prevê duas linhas de liquefação instaladas em terra, com capacidade anual de produção de 12 milhões de toneladas de gás natural líquido. Além da Anadarko, que lidera o consórcio com 26,5%, o grupo que explora a Área 1 é constituído pela japonesa Mitsui (20%), a indiana ONGC (16%), a petrolífera estatal moçambicana ENH (15%), cabendo participações menores a outras duas companhias indianas, Oil India Limited (4%) e Bharat Petro Resources (10%), e à tailandesa PTTEP (8,5%).

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of