BENTO ALBUQUERQUE FAZ BALANÇO POSITIVO DE SUA VIAGEM A CHINA DEPOIS DE AGENDAS COM GRANDES CORPORAÇÕES | PetroNotícias





BENTO ALBUQUERQUE FAZ BALANÇO POSITIVO DE SUA VIAGEM A CHINA DEPOIS DE AGENDAS COM GRANDES CORPORAÇÕES

NBBBBVNo último dia de agenda em Pequim, o Ministro Bento Albuquerque visitou um projeto piloto de cidade inteligente em Tongli, na China. O projeto engloba combinação com geração distribuída, baixa emissão de carbono, uso intensivo de fontes renováveis, inteligência artificial e internet das coisas. O complexo nuclear Qinshan(foto abaixo), com nove usinas, também recebeu o ministro, onde pôde conhecer o primeiro empreendimento, construído em 1991. “Foco e aceitabilidade da sociedade fizeram a diferença para o avanço acelerado do programa nuclear chinês”, afirmou. A China é um dos países que mais crescem na geração de energia nuclear. A expectativa é que nos próximos 30 anos o país ultrapasse os Estados Unidos em número de usinas nucleares, que hoje é o primeiro do ranking.

Durante a viagem, o Ministro participou de diversas reuniões com executivos chineses com o objetivo de apresentar oportunidades de investimentos no Brasil. Em reunião com o diretor da Administração Nacional de Energia (NEA) da China, Zhang Jianhua, o Ministro destacou que “as reformas econômicas combinadas com as reformas setoriais consolidarão uma carteira de investimento de cerca de US$ 600 bi nos próximos 20 anos nos setores de ,,,,ffdpetróleo e gás, energia e mineração.

O Ministro participou de reunião com dirigentes da maior empresa de energia renovável da China, a State Power Investment Corporation (SPIC). A companhia atua em 45 países e o Brasil é o principal destino de investimentos no exterior. Desde 2016, investe nos segmentos eólico, hidrelétrico e trade de energia. Na reunião, acompanhado de representantes do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Programa de Parceria de Investimentos (PPI) e Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), ressaltou a importância da junção de fontes energéticas como alternativa para o Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Bento Albuquerque também apresentou oportunidades de investimentos nos setores de energia, petróleo e gás, biocombustíveis, renováveis e mineração para cerca de 20 maiores empresas chinesas da área. Além disso, foram realizadas um conjunto de reuniões um a um com potenciais investidores chineses para esclarecimento de dúvidas sobre os diversos processos licitatórios que deverão ocorrer no Brasil no próximo triênio.

Albuquerque se reuniu com dirigentes da Stategrid Corporation of China, empresa responsável por 88% da transmissão de energia elétrica na China e que possui o maior projeto de transmissão em alta tensão do mundo, o 2º bipolo da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Durante a reunião, a companhia reafirmou seu compromisso em finalizar as obras do 2º bipolo, antes do prazo previsto em contrato que é dezembro deste ano. A expectativa é que sejam concluídas até o final de agosto.

No período da tarde, o Ministro também se reuniu com a China Petrochemical Corporation (Sinopec Group) para tratar da agenda de oportunidades de investimentos no setor de petróleo e gás, com foco nos leilões programados para o 4º trimestre, além das políticas de refino e do Novo Mercado de Gás. O presidente da Sinopec informou que a empresa está satisfeita com sua operação no Brasil e que pretende ampliar a participação no mercado brasileiro. No penúltimo dia de agenda, o Ministro se reuniu com dirigentes da Corporação Nacional de Petróleo da China (CNPC) e da China General Nuclear Power Group (CGN

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of