Megabanner

BLECAUTE OCORRIDO NO REINO UNIDO FAZ GOVERNO AUMENTAR MIX DE FONTES DE ENERGIA

 A secretária de Comércio do Reino Unido, Andrea Leadsom (foto), definiu o escopo da investigação do governo sobre o corte de energia que afetou um milhão de residências e causou distúrbios em toda a Inglaterra e País de Gales no dia 9 de agosto, quando os geradores foram desligados inesperadamente por volta das 17h. O National Grid informou que as desconexões na usina a gás de Little Barford, localizada em Bedfordshire, e o parque eólico offshore de Hornsea, em Yorkshire, causaram o blecaute. A investigação está sendo conduzida pelo Comitê Executivo de Emergências Energéticas (E3C),  uma parceria entre o governo, o regulador OFGEM e a indústria,  que produzirá um relatório completo dentro de 12 semanas.

Em um comunicado divulgado pelo Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial (BEIS), Andrea Leadsom disse que  “As interrupções de energia de sexta-feira causaram caos e perturbações significativas em centenas de milhares de pessoas. A National Grid está analisando o que aconteceu e reportará em breve a OFGEM para considerar que ação precisa ser tomada. A National Grid já confirmou que o incidente não estava ligado à variabilidade da energia eólica, uma fonte de energia renovável em que o governo está investindo enquanto trabalhamos para se tornar uma economia de emissões zero em 2050. O incidente mostra a necessidade de termos um mix energético diversificado”.

 O E3C estabelecerá o que aconteceu para causar a interrupção e se os procedimentos corretos foram seguidos. Também considerará se são necessárias melhorias para evitar futuros cortes de energia e melhor resposta caso ocorram, inclusive minimizando os impactos nas pessoas e nos serviços essenciais. Sua revisão complementará a investigação que está sendo realizada pelo regulador de energia OFGEM sobre como o operador de eletricidade respondeu de acordo com suas condições de aaaalicença e padrões de segurança do sistema.

A interrupção de energia resultou da operação de relés de desconexão de demanda de baixa frequência no sistema de energia GB, impactando centenas de milhares de clientes e causando impactos secundários significativos, em particular para a rede de transporte, disse a BEIS. Embora a demanda tenha sido totalmente restaurada em 90 minutos, os impactos secundários continuaram a ser sentidos durante grande parte do dia.

A energia de baixo carbono foi usada para gerar mais da metade da eletricidade usada no Reino Unido pela primeira vez no ano passado, de acordo com estatísticas nacionais divulgadas em julho. As energias renováveis e a energia nuclear representaram quase 53% da geração em 2018, enquanto o consumo de carvão do Reino Unido caiu em um quarto, para uma baixa recorde de apenas 5%. A energia nuclear de zero carbono forneceu quase um quinto da eletricidade da Grã-Bretanha, mas a atual frota de unidades de reatores será desativada até 2030 e a Hinkley Point C (foto à direita) em Somerset é a única nova usina nuclear em construção.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] WhatsApp […]