NOVA TECNOLOGIA DA DOW PROMETE AUMENTAR PRODUTIVIDADE DO ETANOL

ssDe olho no mercado de etanol brasileiro e biocombustíveis, a Dow trouxe  ao mercado nacional a tecnologia Ppowercan. Criada para   otimizar a produtividade, ela atua para controlar situações extremas de geração de espuma durante o processo de fermentação da cana-de-açúcar na fabricação de etanol. Essa espuma pode ser ocasionada por variações que podem acontecer ao longo da safra. A tecnologia de espuma permite a otimização de 20% a 40% a produção do etanol brasileiro, permitindo que as usinas produzam cerca de 6,2 bilhões  de litros a mais do que quando essa tecnologia não era utilizada. Com base nos dados do MAPA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, considerando a produção da safra 2018/19 de 31 bilhões, e o preço médio do ano de 2018 de R$ 1,66 por litro, isso gera um impacto de R$ 10,3 bilhões a mais no faturamento das usinas.

Por agir de forma preventiva, o alto desempenho da nova tecnologia Powercane contribui para o aumento da produtividade, pois permite que as usinas façam melhor uso da sua capacidade instalada. Rafael Ungarato, Especialista de Aplicação da Dow, diz que , destaca Dr Rafael Ungarato, Especialista de Aplicação da Dow, “Essa solução foi desenvolvida a partir da ampla experiência da Dow no segmento sucroalcooleiro e seu forte compromisso com a inovação neste setor, a fim de identificar soluções para controlar situações extremas de formação de espuma durante o processo fermentativo nas usinas. Ainda de acordo com o especialista, o poder de eficácia do Powercane pode ser traduzido em mais cccliberdade na escolha de tipos de levedura e na economia do antiespumante usado ao longo do processo  de fermentação.

A Dow informa que o Powercane  tem ação imediata e é de fácil armazenagem, manuseio e incorporação ao processo das usinas. É uma solução inovadora para potencializar ainda mais os resultados de produção. Segundo a empresa, o controle da espuma, especialmente nos casos em que as usinas possuem excesso na formação do resíduo, evita uma ocupação desnecessária de cerca de 40% a 60% das dornas e aumenta a produção de etanol em torno de 15% a 20%. O etanol também tem um papel-chave no impacto ambiental, pois, com a solução, é possível reduzir até 73% a emissão de CO2, levando em consideração toda a cadeia de produção, e 25% na emissão de gases poluentes como monóxido de carbono e óxido de nitrogênio.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] WhatsApp […]