TRANSPETRO SE PREPARA PARA ABERTURA DO MERCADO E INVESTIMENTOS EM PROTEÇÃO DE DUTOS SERÃO DE R$ 1,2 BILHÃO | PetroNotícias





TRANSPETRO SE PREPARA PARA ABERTURA DO MERCADO E INVESTIMENTOS EM PROTEÇÃO DE DUTOS SERÃO DE R$ 1,2 BILHÃO

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

DSC_0021A Rio Pipeline 2019, começou hoje (3) no Centro de Convenções SulAmérica, e serviu de palco para a Transpetro apresentar seu planejamento para o futuro, tendo em vista a saída da Petrobrás de áreas como refino e transporte de gás. O presidente da subsidiária, Antonio Rubens Silvino (foto), falou durante a cerimônia de abertura sobre os próximos passos neste novo momento do setor. O executivo explicou que a Transpetro já está se preparando para se tornar competitiva e rentável no momento em que a Petrobrás vender o controle de refinarias e terminais.

Já vínhamos nos preparando há vários anos para esse momento. Porque a Petrobrás, desde um [determinado] momento, sinalizou que iria fazer uma gestão de portfólio e que iria desinvestir em alguns ativos de refino e logística”, afirmou Silvino. “Então, a Transpetro vem fazendo sua gestão de otimização de estrutura, melhorando sua competitividade, melhorando sua financiabilidade, para ser competitiva na hora que chegar o novo dono da refinaria ou do terminal de logística”, acrescentou.

Durante sua apresentação, o presidente da Transpetro afirmou que o objetivo estratégico da companhia é ter a posição de líder em transporte e logística, com foco em petróleo, derivados, biocombustíveis e gás natural no Brasil, sendo competitiva e rentável. “Estamos bastante confiantes e otimistas em relação ao cenário para o mercado de óleo e gás no Brasil. O ambiente regulatório vai garantir os meios necessários para concorrência plena, com ambiente isonômico para todos os stakeholders envolvidos”, projetou.

DSC_0026

Cerimônia de abertura da Rio Pipeline 2019

Olhando para o futuro, a Transpetro pretende integrar os seus dois centros de controle e logística localizados no Rio de Janeiro – o Centro Nacional de Controle e Logística (CNCL) e o Centro Nacional de Acompanhamento de Navios (CNAN). O objetivo de empresa é melhorar a eficiência e confiabilidade de suas operações.

PROTEÇÃO DE DUTOS: INVESTIMENTOS DE R$ 1,2 BILHÃO NOS PRÓXIMOS CINCO ANOS

Silvino também comentou sobre a questão dos roubos de combustíveis em dutos da Petrobrás, tema que tem ganhando mais destaque especialmente após o lançamento do Programa Integrado de Proteção de Dutos – o Pró-Dutos. O presidente da Transpetro revelou que os investimentos previstos dentro da iniciativa serão de R$ 1,2 bilhão nos próximos anos, com o objetivo de reduzir em 75% as ocorrências.

O executivo declarou que até julho desse ano, a companhia já percebeu uma redução de 30% nos casos, mas ressaltou que ainda não é hora de comemorar os resultados obtidos até então. “A redução ainda não é definitiva e não podemos celebrar [ainda]”, disse Silvino.

O presidente ainda revelou que após o evento de lançamento do Pró-Dutos, em junho, foi registrado um aumento na quantidade de ligações pelo canal de denúncias 168. Ele ainda afirmou que estão percebendo uma redução na quantidade de tentativas de roubos de combustíveis na malha de dutos. “Nós temos aqui uma colaboração da população para denunciar. Isso tem ajudado muito a evitar que aconteça”.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of