PETROBRÁS COMEMORA RECORDE DE PRODUÇÃO E PRÊMIO POR TECNOLOGIA NA EXPLORAÇÃO DE LIBRA | PetroNotícias





PETROBRÁS COMEMORA RECORDE DE PRODUÇÃO E PRÊMIO POR TECNOLOGIA NA EXPLORAÇÃO DE LIBRA

ssaaA Petrobrás tem dois motivos para fazer comemorações. O primeiro foi o total da produção total de petróleo e gás, incluindo líquidos de gás natural (GNL) no mês de agosto: produção diária alcançada de 3,1 milhões boed, um recorde. A média da produção no pré-sal (incluindo a parcela dos parceiros), em agosto, foi de 2,2 milhões boed, tendo a produção diária atingido 2,5 milhões boed, também representando recordes para a companhia. As 7 novas plataformas que entraram em operação desde 2018 alcançaram a produção de 690 mil barris de óleo por dia em 8 de agosto, com destaque para o crescimento da produção no Campo de Búzios. O outro bom motivo para comemorações foi a conquista do Prêmio concedido pela OTC Brasil pelo conjunto de inovações desenvolvidas no Teste de Longa Duração de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos.

Segundo a OTC Brasil, o prêmio é um reconhecimento pela abordagem inovadora do TLD de Libra, que permitiu realizar simultaneamente o monitoramento da pressão do campo, por meio de dispositivos remotos, a produção de petróleo e a injeção de gás. Em nota, a OTC Brasil informou que “O TLD de Libra levou o conceito de avaliação dinâmica a uma nova dimensão. A reinjeção de gás durante o TLD é uma das cinco novas tecnologias empregadas para viabilizar a produção de petróleo e gás em Libra. Estas inovações foram cruciais para a empresa ter batido, neste bloco, o recorde de produção média mensal por meio de um único poço offshore, que chegou a 58 mil barris de óleo equivalente (boe) por dia.

Carlos Alberto Pereira de Oliveira,  diretor de Exploração e Produção da Petrobrás, disse que o projeto de Libra deixa um legado tecnológico para a indústria offshore: “Com o desenvolvimento de soluções inovadoras, não só conseguimos reduzir os custos operacionais, como também aceleramos o ritmo de implantação dos testes de longa duração, essenciais para obter informações do reservatório e da produção. Não há dúvida de que assim como os demais projetos do pré-sal, Libra reúne alta capacidade de geração de valor e potencial transformador para a indústria.

Além das propriedades comuns ao pré-sal, como colunas de óleo com grandes espessuras e rochas com excelente porosidade, os gffgdreservatórios de Libra apresentam petróleo com características próprias diferentes de outras áreas, como maior quantidade de gás associado e maior presença de gás carbônico, que chega a 44% do gás associado contido no reservatório: “Como não havia cenário semelhante no setor, nossos técnicos e parceiros desenvolveram soluções pioneiras. Inovamos, por exemplo, ao aproveitarmos todo o gás carbônico produzido para aumentarmos a produtividade do reservatório. Ousamos, ainda, quando conduzimos a operação de pré-lançamento das linhas flexíveis com boias no fundo do mar – antes mesmo de contratar as plataformas”, lembra o diretor.

O prêmio (Distinguished Achieviement Award) será entregue à Petrobrás no dia 30 de outubro de 2019, durante a edição brasileira da OTC, no Espaço Sulamerica, no Rio de Janeiro. Saiba mais sobre as cinco tecnologias inovadoras empregadas em Libra clicando neste link.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of