CNPEM FAZ PARCERIA COM A CHINESA SINOCHEM PARA PESQUISAS PARA PRODUÇÃO DE COMBUSTÍVEIS BIORONOVÁVEIS | PetroNotícias





CNPEM FAZ PARCERIA COM A CHINESA SINOCHEM PARA PESQUISAS PARA PRODUÇÃO DE COMBUSTÍVEIS BIORONOVÁVEIS

sdsaO Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) firmou uma parceria com a estatal chinesa Sinochem para realizar pesquisas que busquem alternativas tecnológicas para reduzir o uso de derivados de petróleo na produção de combustíveis e outros produtos que ainda dependem de matriz fóssil. A partir de duas frentes de estudo, se busca contribuir para a redução das emissões de carbono e oferecer recursos menos poluentes para a indústria. A Sinochem é um dos maiores conglomerados químicos e de energia que opera atualmente com mais de 300 subsidiárias pelo mundo. A atuação no Brasil foi iniciada em 2011 com foco na área de petróleo, mas a organização reconhece a necessidade estratégica de investir em fontes renováveis para seguir atuando com relevância no futuro.

O projeto, a cargo do Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR), prevê investimento de R$ 3,7 milhões em dois anos para o desenvolvimento de rotas bioquímicas para a produção de etanol a partir de resíduos agroindustriais e de hidrocarbonetos renováveis.  O acordo de cooperação envolve o CNPEM, a EMBRAPII e a Sinochem, e é o primeiro projeto de pesquisa feito com a empresa chinesa. As questões cientificas são coordenadas por Mário Murakami e Letícia Zanphorlin em parceria com ddsJoão Monnerat, responsável técnico-científico da empresa.

A pesquisadora Letícia Zanphorlin, do LNBR, explica que o foco está em uma recente descoberta de reações bioquímicas para obtenção de cadeias longas em alcenos. “Quando pensamos na produção de hidrocarbonetos renováveis utilizando plataformas microbianas, entendemos que as enzimas são peças fundamentais na produção de alcenos e alcanos, que são normalmente obtidos a partir de rotas petroquímicas”, disse.

ggffdFontes de luz síncrotron constituem o exemplo mais sofisticado de infraestrutura de pesquisa aberta e multidisciplinar e é uma ferramenta-chave para a resolução de questões importantes para as comunidades acadêmica e industrial brasileiras. A versatilidade de uma fonte de luz síncrotron permite o desenvolvimento de pesquisas em áreas estratégicas, como energia, alimentação, meio ambiente, saúde, defesa e vários outros. Essa é a razão pela qual a tecnologia da luz síncrotron se torna cada vez mais popular ao redor do mundo. É também o motivo pelo qual os países com economias fortes e baseadas em tecnologia já contam com uma ou mais fontes de luz síncrotron, ou as estão construindo.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of