BACIA DO RECÔNCAVO TEVE SEIS ÁREAS DE ACUMULAÇÕES MARGINAIS ARREMATADAS

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

1111A Bacia do Recôncavo teve seis áreas com acumulações marginais arrematadas durante a sessão pública da Oferta Permanente, que está sendo realizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), no Rio de Janeiro. As regiões que foram adquiridas são: Camaçari, Fazenda Gameleira, Fazenda Sori, Lagoa Verde, Pojuca Norte e Rio Joanes.

Camaçari foi comprada pela Creative Energy, com um lance de R$ 1,5 milhão. Esta foi uma área bastante disputada e atraiu lances de outras duas empresas e dois consórcios. Já Fazenda Gameleira foi adquirida pelo consórcio Petromais Global (50% e operação) e Eagle, com uma oferta de R$ 337, 8 mil.

A área de Fazenda Sori foi comprada pelo grupo formado entre Brasil Refinarias (50% e operação) e Guindastes Locações (50%) por R$ 77 mil. Enquanto isso, Lagoa Verde foi faturada pela Great Energy, por R$ 315 mil. Por fim, Pojuca Norte ficou com Brasil Refinarias (50% e operação) e Guindastes Locações (50%). E Rio Joanes foi adquirida pela Creative Energy com um lance de R$ 217,3 mil.

A primeira sessão pública da Oferta Permanente está acontecendo no Centro do Rio de Janeiro. Ao todo, 47 empresas foram inscritas para participar da disputa.

A ANP está ofertando 273 blocos exploratórios,  localizados nas bacias de Parnaíba, Potiguar, Recôncavo (terra), Sergipe-Alagoas (terra e mar) e Campos (mar). Além disso, também estão sendo ofertadas 14 áreas com acumulações marginais, nas bacias do Espírito Santo, Potiguar, Recôncavo e Sergipe-Alagoas (terra).

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of