REINO UNIDO VAI INVESTIR US$ 270 MILHÕES NO PROJETO DE CONSTRUIR UMA USINA DE ENERGIA COM BASE EM FUSÃO NUCLEAR

ffghggO governo do Reino Unido está vai investir 220 milhões de libras esterlinas (US$ 270 milhões) ao longo de quatro anos para o projeto conceitual do Tokamak Esférico para Produção de Energia (STEP). O programa STEP tem como objetivo construir uma usina de fusão com base no projeto até 2040.  Andrea Leadsom(foto), secretária de negócios e energia do Reino Unido, anunciou o investimento durante uma visita ao Centro de Ciência Culham da Agência de Energia Atômica do Reino Unido (UKAEA), em Oxfordshire, Inglaterra. A UKAEA é a organização de pesquisa do governo do Reino Unido responsável pelo desenvolvimento da fusão nuclear. O programa STEP desenvolverá e identificará soluções para os desafios do fornecimento de energia de fusão, beneficiando-se da experiência e instalações de pesquisa da UKAEA para oferecer um projeto de conceito integrado.

Os objetivos técnicos do STEP são: fornecer eletricidade líquida previsível superior a 100 MW; inovar para explorar a energia de fusão além da produção de eletricidade; garantir a auto-suficiência do Trítio; qualificar materiais e componentes sob condições apropriadas de fusão; e desenvolver um caminho viável para custos acessíveis do ciclo de vida. Em agosto, o governo do Reino Unido anunciou 20 milhões de libras esterlinas pelo primeiro ano, lançando o STEP como um programa colaborativo que combina os pontos fortes da UKAEA, universidades e outras organizações.

A UKAEA disse que o investimento  permitirá que engenheiros e cientistas produzam um projeto conceitual para o reator de Tokamak que irá gerar energia de fusão e GGHHFDconvertê-lo em eletricidade. O projeto deve ser concluído até 2024, afirmou. O programa STEP criará 300 empregos diretos, observou a UKAEA, aumentando aa cadeia de fornecimento de fusão do Reino Unido. Além disso, espera-se que as derivações do trabalho de projeto sejam enormes, tanto em termos de sinergias com outras atividades de projeto de usinas de fusão.quanto com outras indústrias de alta tecnologia.

Anunciando o financiamento, Andrea Leadsom disse que  “Este é um investimento ousado e ambicioso na tecnologia energética do futuro. A fusão nuclear tem o potencial de ser uma fonte ilimitada de energia limpa, segura e sem carbono, e queremos a primeira máquina comercialmente viável. estar no Reino Unido “.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of