AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA DEBATE EM VIENA AS VANTAGENS NUCLEARES PARA CUMPRIR O ACORDO DO CLIMA

yrwwwA Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) está organizando a Conferência Internacional de 2019 sobre Mudanças Climáticas e o Papel da Energia Nuclear em Viena, na Áustria. O Evento começa hoje (7) e vai até a próxima sexta-feira (11). A conferência fornecerá uma plataforma para discutir objetivamente os aspectos científicos e técnicos (ODS) do papel da energia nuclear no combate às mudanças climáticas. Os tópicos abordados na conferência incluirão: desafios e oportunidades para as usinas nucleares existentes no que diz respeito à sua contribuição contínua para evitar emissões de gases de efeito estufa (GEE), fatores necessários para apoiar altas taxas de implantação, inclusive para tecnologias avançadas de energia nuclear, consistentes com os objetivos de mudança climática, incluindo os estabelecidos no Acordo de Paris e os ODS. O Brasil terá uma participação no evento, na próxima quarta-feira (9), com uma palestra do Presidente da Eletronuclear, Leonam Guimarães (foto à direita).

A  ODS 7 prevê garantir acesso a energia acessível, confiável, sustentável e moderna para todos; Tomar medidas urgentes para combater as mudanças climáticas e seus gfdddssimpactos. Além das perspectivas de sinergias entre energia nuclear e outras fontes de energia de baixo carbono. As principais áreas temáticas da conferência compreenderão o desafio de mitigação e implicações para o setor de energia, incluindo o papel da energia nuclear, estimulado pelo envolvimento dos Estados Membros e de várias organizações internacionais para melhorar o entendimento da relação entre energia nuclear e clima. A discussão será guiada pelas seguintes perguntas: “Onde estamos?”; “Para onde queremos ir?”; e “Como chegamos lá?”. Os temas gerais abordarão as contribuições provisórias e de longo prazo da energia nuclear (atualmente, até 2030 e além de 2030), visando futuras aplicações inovadoras, oportunidades para enfrentar desafios comuns e questões estratégicas e transversais relacionadas à percepção, regulamentações e mercados públicos. e finanças.

A conferência oferecerá uma oportunidade para discutir a integração da energia nuclear como fonte de energia de baixo carbono e seu papel no combate às mudanças climáticas.O objetivo da conferência é fornecer um fórum para o intercâmbio de informações sobre o papel da energia nuclear e as oportunidades e desafios do desenvolvimento de tecnologias nucleares seguras, protegidas e protegidas no apoio à transformação de energia de baixo carbono necessária para alcançar as mudanças climáticas metas. A mudança climática é uma das questões mais importantes que o mundo está enfrentando hoje. O encontro mostrará como a  energia nuclear pode contribuir para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em todo o mundo, ao gggggfmesmo tempo em que atende às crescentes demandas de energia de uma crescente população mundial e apoia o desenvolvimento sustentável global. A energia nuclear é considerada com verdadeiro nuclear  potencial  para enfrentar o desafio das mudanças climáticas, fornecendo eletricidade, aquecimento urbano e calor de alta temperatura para processos industriais, gerados com quase zero emissão de gases de efeito estufa.

Para atingir as metas de mudança climática, incluindo as estabelecidas no Acordo de Paris, é necessária uma implantação significativamente maior de tecnologias de baixo carbono. O evento debaterá como a energia nuclear tem  potencial de desempenhar um papel significativo na conquista desses objetivos de mitigação e, como uma fonte de energia firme e confiável, concentrada em larga escala, também pode contribuir para dimensões econômicas e sociais mais amplas do desenvolvimento sustentável.O papel potencial da energia nuclear foi abordado recentemente também no Relatório Especial do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas hhyyytf(IPCC) sobre o aquecimento global de 1,5ºC, lançado em outubro de 2018.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) tem um papel importante na melhoria da compreensão da possível contribuição da energia nuclear, fornecendo aos Estados Membros interessados a orientação e assistência para implantar tecnologias nucleares seguras e protegidas e na formulação de estratégias e políticas nacionais de energia. Apoiar os Estados Membros na consecução das metas de mudança climática das Nações Unidas e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, alinhado com o objetivo estatutário da AIEA – acelerar e ampliar a contribuição da energia atômica para  a saúde e a prosperidade em todo o mundo.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO NOSSO SITE. […]