ONGS DESAPARECEM E NÃO SE MANIFESTAM NO MAIOR DESASTRE AMBIENTAL NAS PRAIAS DO NORDESTE BRASILEIRO

ssddA Marinha brasileira segue investigando o derramamento de óleo no mar nordestino. Praias de nove estados  ainda sofrem com o vazamento, aparentemente criminoso, de mais de 100 toneladas de petróleo possivelmente venezuelano. Seguramente, este é o maior desastre ambiental do Nordeste. Curiosamente, até agora, duas semanas depois do aparecimento das primeiras manchas, nenhuma ONG ligada ao meio ambiente, como o Green Peace, apareceu para se manifestar ou ajudar. Tartarugas já morreram e algumas ainda estão ameaçadas, mas o Projeto Tamar, que existe há 39 anos e já lançou mais de 40 milhões de tartarugas no mar, ainda denunciam que as Tartarugas estão em extinção, mas também não se manifestou em nenhum momento até agora. Se limitou apenas a fazer um folheto com pequenas  instruções de socorro a quem tiver contato com o óleo. Dessa vez, aves e até o peixe-boi marinho, o mamífero do oceano mais ameaçado de extinção, correm riscos. O petróleo cru afeta a digestão dos animais e o desenvolvimento de algas, essenciais para a cadeia alimentar dessas espécies. Além disso, há riscos para a saúde humana.

Quase 140 localidades de nove estados  já foram atingidas pelo  vazamento do óleo. As manchas de petróleo foram encontradas nesta quarta-feira até na foz do Rio São Francisco. A Marinha e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis em Alagoas (Ibama-AL) encontraram o óleo no município de Piaçabuçu, em Alagoas, durante uma vistoria. O governo e a Marinha estão contando com dsso apoio da coordenadoria geral do Projeto Cetáceos da Costa Branca da Universidade Estadual de Rio Grande do Norte (UERN). Uma equipe de profissionais estão fazendo os atendimentos dos animais atingidos O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que a origem do vazamento era de um navio estrangeiro. O material observado é denso, com odor forte característico e se espalha em borrões pelas praias e areias. O petróleo cru é perigoso e agressivo para a saúde humana e animal, por ser composto de uma mistura complexa de componentes orgânicos e 70% de hidrocarbonetos. É preciso evitar o contato com o óleo e, caso aconteça, colocar gelo no local ou retirar com óleo de cozinha. Caso a pessoa tenha reação alérgica, procurar urgentemente atendimento médico. Todos os municípios estão orientados para a coleta feita pela limpeza urbana, de forma adequada, com pá, luvas e sem utilização de máquinas.

4
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
AbreuPedroEDILSON PINTO Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
EDILSON PINTO
Visitante
EDILSON PINTO

Simplesmente porque é trabalho voluntário! Quando está com vultosas quantias envolvidas até choram pelos pássaros, tartarugas e algo mais. Ainda mais quando cai por terra e são descobertos. Aqui é Brasil porra! Temos presidente e ministérios competentes. Pena que ainda não temos um STF, Senado, congresso, assembléias e câmaras trabalhando para o povo.

Pedro
Visitante
Pedro

Mentira! Basta procurar nos perfis oficias destas instituições.

Abreu
Visitante
Abreu

Agora tem, mas quando os incidentes começaram, tidasficaram caladas.

Abreu
Visitante
Abreu

Todas ficaram*