Megabanner

ÁREA DE SÉPIA NÃO RECEBEU LANCES DAS PETROLEIRAS NO LEILÃO DA CESSÃO ONEROSA

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

leilao___7Nenhuma das petroleiras inscritas demonstrou interesse pela área de Sépia, no pré-sal da Bacia de Santos. O ativo não recebeu nenhum lance. O campo era o segundo mais valioso da licitação tanto em termos de bônus de assinatura, que ficou definido em R$ 22,859 bilhões, como também no percentual mínimo de óleo excedente (27,88%).

Anteriormente, a Petrobrás já havia conquistado as áreas de Búzios (em consórcio com as chinesas CNODC e CNOOC) e Itapu.

Nas rodadas de partilha, os bônus de assinatura são fixos e o excedente em óleo para a União é o único critério para definir a licitante vencedora. Arremata o ativo a empresa que ofertar o maior percentual. No leilão de hoje, além de Sépia, estão sendo oferecidos os volumes excedentes de outras três áreas de desenvolvimento: Atapu, Búzios e Itapu, na Bacia de Santos.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA
Visitante
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA

O JUÍZO FINAL SE APROXIMANDO: Por mais que possamos observar o cuidado da estatal petroleira ao criar mecanismos de controles e conformidade na atualidade, notamos o retorno da “mão invisível” do estado a agir sorrateiramente na Petrobras na presente modelagem que programaram para o leilão da cessão onerosa do pré-sal brasileiro, com intuito de resolver as mazelas da União Federal e entes federativos. Por diversos fatores inerentes a atual geopolítica do petróleo, não há como deixar de fazer uma projeção negativa para a commoditie na atualidade no mercado internacional devido a diversos fatores que deverão pressionar doravante a cotação desse… Read more »