PETROBRÁS PLANEJA COLOCAR 10 PLATAFORMAS EM BÚZIOS ATÉ FIM DA PRÓXIMA DÉCADA

capoO campo de Búzios vai abrigar um total de 10 navios-plataforma até o final da próxima década, revelou a Petrobrás nesta sexta-feira (8), durante teleconferência com analistas. Atualmente, a área já conta com quatro FPSOs e um quinto deve ser instalado no ativo até o segundo semestre de 2022.

De acordo com o diretor executivo de Exploração e Produção da estatal, Carlos Alberto Oliveira, algumas das novas plataformas previstas poderão ter uma capacidade de mais de 200 mil barris de óleo por dia. Atualmente, as unidades já instaladas podem produzir 150 mil barris por dia.

O executivo ressaltou ainda que a Petrobrás não pretende fazer a venda de fatia no ativo como forma de equilibrar as contas após o massivo investimento feito pela companhia para ter acesso aos volumes excedentes da área (R$ 68,1 bilhões), durante o leilão da Cessão Onerosa.

A diretora-executiva de Finanças e Relacionamento com Investidores, Andrea de Almeida, declarou que a Petrobrás tem alternativas para angariar recursos, de forma a bancar os lances feitos nos leilões desta semana.

3
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Luciano Seixas ChagasJOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luciano Seixas Chagas
Visitante
Luciano Seixas Chagas

Espero que a promessa de não venda realmente ocorra diferente das vendas feitas no passado recente de ativos de E&P. Carcará, Lapa Marlin, entre mui outros, dão azo as minhas preocupações concernentes à promessas não honradas, comuns no presente governo. Ninguém consegue contestar os meus ditos, infelizmente. Espero sinceramente que o Carlos Alberto P. de Oliveira (CAPO- apenas iniciais do nome) tenha poder suficiente para cumprir a promessa feita. Isso porque tornou-se comum o poder maior desmentir o subalterno humilhando-o ou demitindo-o. Os que tiveram o mínimo de honra entregariam o cargo. Outros fazem ouvido de mercador e permanecem sendo… Read more »

JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA
Visitante
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA

Por mais que possamos observar o cuidado da estatal petroleira ao criar mecanismos de controles e conformidade na atualidade, notamos o retorno da “mão invisível” do estado a agir sorrateiramente na Petrobras na presente modelagem que programaram para o leilão da cessão onerosa do pré-sal brasileiro, com intuito de resolver as mazelas da União Federal e entes federativos. Por diversos fatores inerentes a atual geopolítica do petróleo, não há como deixar de fazer uma projeção negativa para a commoditie na atualidade no mercado internacional devido a diversos fatores que deverão pressionar doravante a cotação desse insumo e assim prejudicar o… Read more »

Luciano Seixas Chagas
Visitante
Luciano Seixas Chagas

Entregaram e não entregariam