PORTO DO AÇU, DE ANTUÉRPIA E DE HOUSTON MOSTRAM FORÇA LOGÍSTICA EM ENCONTRO SOBRE COMÉRCIO EXTERIOR

PainelEnaex-1024x498A Porto do Açu Operações, empresa que administra e opera o Porto do Açu, em São João da Barra, norte fluminense, participou do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex) 2019, o mais importante fórum brasileiro do setor, que foi realizado  no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro. A Porto do Açu participou da feira em um estande compartilhado com seus portos parceiros: o de Antuérpia, na Bélgica, e o de Houston, nos Estados Unidos. Juntos, os três portos de classe mundial mostraram como a parceria estratégica entre eles otimiza a cadeia logística do comércio exterior, conectando seus terminais e clientes com o mundo. Durante o evento, os três portos participaram de um painel, organizado pela Câmara de Logística Integrada da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), apresentando a infraestrutura e as oportunidades logísticas de cada um. O evento também serviu para valorizar o intercâmbio entre portos nacionais e estrangeiros e órgãos reguladores do setor aquaviário.

Maartje Driessens, gerente de Parcerias Estratégicas da Porto do Açu, disse que “Como portos parceiros, atuamos em sinergia e investimos no intercâmbio de expertises no nosso dia a dia. Temos consolidado um triângulo comercial e logístico no Atlântico, que será explorado pelos três portos e pelas suas redes de clientes. Nossa expectativa é de que a experiência de portos mais maduros, como nossos parceiros, possa servir de inspiração não só para o Açu, mas para outros terminais em desenvolvimento, para o poder público e seus futuros investimentos no setor.”

Um dos pontos abordados pela Porto do Açu durante o painel foi conectividade, com apresentação dos projetos dos governos estadual e federal para melhoria de acesso OOao complexo. Um deles é a futura RJ-244, que irá conectar o Porto do Açu através de uma via expressa à BR 101, em Campos. A nova rodovia, que contará com 44 km de extensão, está prevista para operar em 2024. Outro projeto que irá viabilizar novas oportunidades de negócios para o Açu é a Ferrovia Rio-Vitória (EF-118), já prevista no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) para 2028 e com alto potencial econômico para o estado do Rio, uma vez que irá criar um arco ferroviário na região Sudeste.

O gerente comercial da Porto do Açu, Rômulo de Sousa, afirmou que  “As parcerias que firmamos com portos estrangeiros possibilitam a criação de novas rotas comerciais por mar, mas o desenvolvimento de um porto depende também da conectividade por terra. A construção de novos trechos rodoviários e ferroviários e a melhoria da malha já existente irão reduzir gargalos e aumentar a eficiência logística brasileira, contribuindo para o crescimento do complexo do Açu”.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of