Megabanner

O EQUILÍBRIO ENTRE UMA ECONOMIA ABERTA E O CUSTO BRASIL DEVERÁ SER A META SEGUIDA PELO GOVERNO EM 2020

wsswswswsA busca pelo equilíbrio entre uma economia mais dinâmica e aberta suficiente aos negócios que ainda sofrem com o custo Brasil deverá ser uma constante em 2020. É este equilíbrio que a filosofia do governo Bolsonaro está buscando desde sua implantação, segundo o Ministro Paulo Guedes, da Economia. Para as empresas brasileiras competirem em um pé de igualdade com as empresas internacionais que estão vendo no crescimento sustentável do país, novas oportunidades de negócios e de crescimento, é precioso menos burocracia, menos impostos e menos regulação. Principalmente no segmento de infraestrutura. Sobre esse e outros temas o Projeto Perspectivas 2020 do Petronotícias ouviu o CEO das RBNA Consult e Presidente da SOBENA, Luis Mattos. Vamos saber agora as suas opiniões e o que espera para um novo ano que se aproxima:

-Como viu o seu setor no ano de 2019?

Este ano foi um ano de consolidação de algumas mudanças que começaram já em 2017, sendo a firmação de um calendário permanente de leilões a mais impactante para o setor, pois gerou confiança e tranquilidade para as empresas realizarem investimentos. Os leilões ainda não aconteceram da forma que o setor esperava, muito por causa de incertezas ainda não resolvidas, mas em linhas gerais, 2019 foi um ano positivo em termos de ânimo e expectativa.

– Qual é a sua expectativa para 2020?

O mercado busca agora o equilíbrio entre uma economia mais dinâmica e aberta com um ambiente de negócios que ainda sofre com o custo Brasil. Mesmo assim o clima no setor é otimista e a expectativa de novos projetos é boa, principalmente no mercado de FPSO. As mudanças propostas pela ANP são bastante positivas e vão promover a participação de empresas estabelecidas no Brasil em projetos realizados no exterior. Acredito que 2020 será um ano bom e que 2021 será provavelmente ainda melhor.

– O que gostaria de sugerir para seu segmento de negócios fosse mais ativo?

A manutenção do Fundo de Marinha Mercante (FMM) é essencial para que o setor naval, que inclui embarcações offshore e até mesmo navios militares. Vários projetos são viabilizados com o dinheiro do fundo, gerando empregos diretos e contratações na cadeia de fornecedores. A constante ameaça de mudança das regras do jogo gera um ambiente de insegurança jurídica que não interessa aos negócios. O FMM junto com o AFRMM são ferramentas que as empresas de navegação utilizam hoje para renovação e manutenção de sua frota.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of