Megabanner

LEILÕES DO PRÉ-SAL, NOVAS PERFURAÇÕES E CONTRATAÇÕES DE FPSOs VÃO ALAVANCAR LOGÍSTICA MARÍTIMA ESTE ANO

Guilherme_LassanceHoje, penúltimo dia do nosso projeto Perspectivas 2020,  vamos trazer as opiniões de um profissional vitorioso do setor de logística, Guilherme Lassance. Ele é diretor da Gávea Logística, uma operadora que oferece soluções de logística portuária, marítima e terrestre em seus terminais localizados no Rio de Janeiro e Arraial do Cabo. A empresa tem uma estrutura voltada ao atendimento do mercado de óleo e Gás, com carga e descarga, docagem flutuante, cargas de projeto, atracações para abastecimento, manutenção e armazenamento em diversos regimes, além de transporte marítimo de cargas, com apoio portuário, marítimo e cabotagem.  Para Guilherme Lassance, o ano de 2020 traz bons fluidos para desenvolvimento e consolidação dos negócios. Vamos as suas opiniões:

– Como foi o ano passado para sua empresa?

– Definimos 2019 como o ponto de inflexão com a retomada de oportunidades reais que terão reflexo de médio prazo. Neste ano, especificamente no segundo trimestre, já foi perceptível a saída de um ambiente de especulações e incertezas que vivemos de 2015 a 2018, para outro com a Porto-do-Forno-foto-Portosensação real de consistência e longevidade dos negócios.

Tal retomada tem sua sustentação baseada no sucesso dos leilões do pré-sal e novas regras que atraíram o retorno de investimentos estrangeiros, novas contratações de perfuração que paralelamente cooperam com a frota marítima e bases portuárias, ainda destacamos as novas encomendas de FPSOs e uma discussão mais madura sobre o Descomissionamento, atividade que gerará uma circulação substancial de capital para a base da cadeia de serviços de Óleo e Gás nos próximos anos.

 – O que esperar para este ano?

– O ano de 2020 será de ajustes fundamentais para que a cadeia de fornecedores de Óleo e Gás tenha o mínimo de estrutura para receber as demandas dos próximos anos. O mercado foi  castigado  e precisa de fôlego financeiro e profissionais qualificados para evitarmos desperdícios de tempo e capital.  A cadeia de fornecedores, que se manteve operacional e que suporta o mercado com serviços primários, peças e partes, NNNGGtecnologia e suprimentos diversos, está trabalhando com margens apertadas e portanto com nível mais alto de risco.  É fundamental que haja de maneira cautelosa e cadenciada ajustes de valores de mercado para permitir uma retomada sustentável e segura.

– E quais suas sugestões para que tenhamos um ano melhor?

– Nossa sugestão é atentar a oportunidades reais, aperfeiçoar e buscar sempre novas práticas que tragam benefícios ao mercado. Essa disciplina permite ser parte da melhora, contribuindo e se beneficiando.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of