Megabanner

REINO UNIDO ESTUDA A CONSTRUÇÃO DE MINI CENTRAIS NUCLEARES SOB A LIDERANÇA DA ROLLS ROYCE

cccxO governo do Reino Unido está considerando uma nova geração de mini centrais nucleares revolucionárias a serem construídas no norte da Inglaterra e no norte de Gales por um consórcio incluindo a Rolls-Royce Vários sites nucleares licenciados existentes já foram discutidos informalmente. Os locais em consideração incluem Moorside, na Cumbria, e Wylfa, no norte do País de Gales, onde os planos para futuros projetos de reatores em larga escala foram recentemente arquivados.  O governo está considerando a possibilidade de introduzir uma série de usinas nucleares menores devido a atrasos na construção de grandes contratos, como o primeiro reator em Hinkley Point C (foto abaixo).  As oito usinas nucleares de larga escala da Grã-Bretanha estão chegando ao fim de sua vida útil coletiva, e a maioria deve fechar no final da década.

Agora, um consórcio liderado pela Rolls-Royce apresentou planos, sujeitos à aprovação dos reguladores, de conectar o primeiro pequeno reator até 2030, prometendo eletricidade confiável e de baixo carbono nas próximas décadas. Será seguido por até mais 16 mini-reatores em outros locais, com planos para que todos produzam eletricidade. Entende-se que outros locais considerados incluem Trawsfynydd em Snowdonia, North Wales. Alan Woods, diretor de estratégia e desenvolvimento de negócios da Rolls-Royce,  disse que espera construir os reatores  no norte e no país de Gales.  É aí que estamos focando, é aí que vamos colocar o nosso ccrrvvvvesforço.

 Os reatores modulares são menores e, uma vez que o primeiro é aprovado e construído, os fabricantes esperam que a produção em massa leve a tempos de construção mais curtos e custos mais baixos para cada unidade. Cada um deles produzirá cerca de um quinto da energia da última geração de grandes reatores, como o que está sendo construído em Hinkley Point C,  em Somerset pela gigante francesa de energia EDF. O consórcio Rolls-Royce também precisará estabelecer fábricas para produzir os pequenos reatores modulares, possivelmente também no norte da Grã-Bretanha, onde ainda existe muita experiência nuclear – devido à longa presença da indústria nuclear no oeste da Cúmbria. Atualmente, a energia nuclear produz cerca de 20% da eletricidade do Reino Unido. Esperava-se que os reatores de grande escala aumentassem a oferta, mas muitos em todo o mundo sofreram atrasos ou grandes custos, incluindo Hinkley C.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of