Megabanner

CONFLITO NA LÍBIA IMPEDE EXPORTAÇÃO DE 300 MIL BARRIS DE PETRÓLEO POR DIA DO MAIOR CAMPO DE PETRÓLEO DO PAÍS

swwsqqsGrupos leais ao comandante líbio Jalifa Haftar impedem que o petróleo no leste da Líbia,   proveniente do campo de petróleo de El Sharara, chegue ao porto de Zawiya para ser exportado, de acordo com autoridades locais. Sharara produz mais de 300.000 barris de petróleo por dia, aproximadamente um terço da produção do país, rica em petróleo. Zawiya é um dos principais portos para levar o petróleo da Líbia para o resto do mundo. A Líbia possui as maiores reservas de petróleo da África, mas nove anos de conflito e violência no país desde a derrubada em 2011 do governante Muammar Kadafi afetaram a produção e as exportações. Esse bloqueio alterou a tendência nos preços do petróleo internacional que fecharam em leve alta.

O bloqueio do maior campo de petróleo do país  é somado aos ataques das forças de Haftar contra as cidades de  Al Halatat e Khallet al-Furjan, ambas  ao sul de Trípoli, segundo Abdul-Malik Al-Madani, porta-voz da operação da GNA para defender a capital. Al-Madani também disse que, através da Operação Burkan Al-Ghadab (Vulcão da Raiva), o GNA revidou contra as forças de Haftar e assumiu o controle da situação. Para tentar entender o problema, desde a derrubada do falecido governante Muammar Kaddafi em 2011, dois lugares de poder surgiram na Líbia: um no leste do país, liderado pelo comandante Jalifa Haftar, apoiado principalmente pelo Egito e pelos Emirados Árabes Unidos, e outro em Trípoli, o governo de Acordo Nacional (GNA), reconhecido pela ONU. Desde abril do ano passado, o governo de Trípoli foi atacado pelas forças de Haftar, uma ofensiva que matou mais de 1.000 pessoas e deixou mais de 5.000 feridos. O Egito e os Emirados Árabes Unidos , principais apoiadores de Haftar, foram fortemente criticados pelo governo legítimo da Líbia por alimentar o conflito.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of