Megabanner

ROMÊNIA VAI ESTENDER A VIDA DE UMA DE SUAS USINAS NUCLEARES E PLANEJA CONSTRUIR MAIS DUAS UNIDADES

Cernavoda-units-1-and-2-(Nuclearelectrica)A Candu Energy,  do Canadá, ganhou um contrato de US$ 10,8 milhões da Societatea Nationala Nuclearelectrica (SNN) para análises e avaliações de engenharia na unidade 1 da usina nuclear de Cernavoda, na Romênia. O trabalho objetiva estender a operação da unidade em mais 35 mil horas. A unidade 1 de Cernavoda fornece cerca de 10% da demanda de eletricidade da Romênia. Desde seu comissionamento em dezembro de 1996, a unidade evitou a emissão de mais de quatro milhões de toneladas por ano de CO2 que, de outra forma, seriam produzidas por uma usina de combustível fóssil.

Cosmin Ghita, CEO da SNN, declarou: “Estamos ansiosos para otimizar a operação e a produção até a reforma efetiva da Unidade NPP Cernavoda 1”. O contrato é focado nos conjuntos de canal de combustível e alimentadores, com o objetivo de estender o período operacional da planta em cerca de quatro anos, até 245 mil horas efetivas de energia total a partir da vida útil original de 210 mil. Essa extensão permitirá que a usina continue operando com segurança até estar pronta para a reforma em 2026.

As reformas de usinas nucleares são empreendimentos grandes e complexos que exigem uma avaliação aprofundada das condições dos sistemas e equipamentos das usinas. Em outubro de 2019, a SNN também concedeu à mesma empresa e ao seu parceiro, Ansaldo Nucleare, o trabalho de avaliação de condições que determinará o escopo de reparo e substituição de outros equipamentos como parte da interrupção da reforma da Unidade 1 de Cernavoda. Enquanto isso, o primeiro-ministro romeno Ludovic Oban disse que o governo planeja fechar seu acordo com a China General Nuclear Power Corporation para construir dois novos reatores, unidades 3 e 4, na fábrica de Cernavoda. Ele disse que já estava procurando um novo parceiro para o projeto.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of