Megabanner

FRANÇA VAI USAR NOVA TECNOLOGIA ROBÓTICA PARA DESMONTAGEM DE DUAS PISCINAS QUE ARMAZENAVAM COMBUSTÍVEL NUCLEAR

Depiction-of-cutting-robot-(Orano)Uma nova tecnologia robótica será empregada para destruição de uma piscina provisória de armazenamento de combustível nuclear, na França. A Orano ganhou um contrato para fazer a desmontagem das paredes e da estrutura de duas antigas piscinas de armazenamento usadas em Marcoule.  Sob o contrato, concedido pela Comissão Francesa de Energias Alternativas e Energia Atômica (CEA), a empresa utilizará um robô de 12 toneladas em um dos maiores projetos desse tipo realizados no país. O projeto de quatro anos incluirá estudos técnicos e operações de desmontagem. Depois de cortados, os elementos serão classificados de acordo com a atividade radiológica, depois condicionados e removidos para um centro de eliminação de resíduos aprovado.

Alain Vandercruyssen, vice-presidente executivo sênior da unidade de negócios de Desmantelamento e Serviços da Orano, disse que  “O desafio e os recursos envolvidos são consideráveis, mas tenho total confiança em nossa capacidade de concluir com êxito esse trabalho sem precedentes na Marcoule. O robô, equipado com uma serra circular, é a maior máquina de corte controlada remotamente disponível, diz a empresa, e acelerará a conclusão do trabalho, reduzindo assim a exposição à radiação dos operadores.

Fundada na década de 1950, Marcoule é o local de referência da CEA para pesquisa de ciclo de combustível nuclear, incluindo processamento e reciclagem de combustível usado e gerenciamento de resíduos radioativos. Era o lar de três protótipos de reatores refrigerados a gás – o reator 2 MWe G1, que foi comissionado em 1956 e operado até 1968; e dois reatores de 40 MWe. Os três reatores e a planta UP1 estão em vários estágios de descontaminação e desmontagem.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of