Megabanner

DEPOIS DA FÁBRICA DE FERTILIZANTES NO PARANÁ PETROBRÁS PÕE À VENDA OBRA DA UFN III NO MATO GROSSO DO SUL

DCIM100MEDIADJI_0028.JPGDepois de fechar a fábrica de fertilizantes de Araucária, no Paraná, agora a Petrobrás iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser) referente à venda de 100% de sua Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN-III), localizada em Três Lagoas, no estado de Mato Grosso do Sul. O fechamento da fábrica paranaense provocou uma guerra convocada pela FUP – Federação Única de Petroleiros – que a cada dia perde mais força, em função da decisão do Tribunal Superior de Justiça, determinando o retorno de 90 % dos petroleiros e também da abertura de vagas para substituir petroleiros em greve.  A construção da UFN-III teve início em setembro de 2011, mas foi interrompida em dezembro de 2014, com avanço físico de cerca de 81%. Após concluída, a unidade terá capacidade projetada de produção de ureia e amônia de 3.600 t/dia e 2.200 t/dia, respectivamente. A conclusão da UFN-III será de responsabilidade do potencial comprador.

A Petrobrás informou que essa operação está alinhada ao posicionamento estratégico da companhia de sair integralmente dos negócios de fertilizantes, visando à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, para a maximização de valor de seus acionistas. O  teaser,  que contém as principais informações sobre o ativo, e os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais investidores, está disponível no site da Petrobras: https://www.investidorpetrobras.com.br/pt/resultados-e-comunicados/teasers.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Luciano Seixas Chagas Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luciano Seixas Chagas
Visitante
Luciano Seixas Chagas

Os entreguistas continuam a sua obra de destruirem a empresa sob falso discurso de que a recuperam. Fazem isso sim, só que para o capital financeiro, num mundo em crise consequente da concentração de renda via justamente o capital financeiro especulativo, numa política contrária a que até a que os EUA pratica, via Trump, ou seja a do nacionalismo americano com o slogan “America First”. E o governo brasileiro aplaude mesmo que, na real, Brasil seja prejudicado com o status de desenvolvido. O slogan atual está errado pois deveria ser “EUA Acima de Tudo”.