Megabanner

PROJETO DE LEI QUE PROÍBE CARROS A GASOLINA NO BRASIL IMPÕE DESAFIO DE INFRAESTRUTURA E ENERGÉTICO PARA O PAÍS

carro eletricoNesta semana, o projeto de lei que proíbe a venda e circulação de carros movidos a diesel e gasolina avançou no Senado. O texto recebeu o aval da Comissão de Constituição e Justiça da Casa. A matéria agora aguarda passar por votação na Comissão de Meio Ambiente.

Pela projeto aprovado na CCJ, a venda desses veículos será proibida a partir de 2030. Em 2040, passa a valer a proibição da circulação desse tipo de automóvel. Serão abertas, no entanto, algumas exceções à regra, como automóveis de coleção, veículos oficiais e diplomáticos ou carros de visitantes estrangeiros.

A possível aprovação desse projeto vai impor também um novo desafio energético para o Brasil. Ao ganhar uma frota de veículos movidos por energia elétrica, o país precisará investir na criação de infraestrutura de recarga por todo o território. À medida que a frota aumentar,  também deverão ser realizados novos investimentos na distribuição e geração de energia elétrica, para suportar a demanda extra gerada pelos carros. Felizmente, como a mudança deverá acontecer a partir de 2030, há tempo para o país se planejar para essa transição.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
ivan Salerno de moura filho Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
ivan Salerno de moura filho
Visitante
ivan Salerno de moura filho

Dez anos são suficientes? Aqui no Brasil? Qual a base de dados utilizada para a definição dessa data? Quais as projeções possíveis de demanda e de oferta de combustíveis alternativos? Quais especialistas no assunto foram consultados? Quais seriam as fontes para a geração de energia elétrica para atender a essa demanda, com exceção dos próprios combustíveis fósseis? Qual seria a dependência externa de tecnologia e de produtos associada a essa nova matriz energética? Pode ser que o projeto tenha essas respostas, mas a matéria ficou a desejar.