Megabanner

LAUDO DA LAVA JATO APONTA PARA SOBREPREÇO DE R$ 648 MILHÕES NA RNEST

Abreu e LimaInvestigações da Polícia Federal apontaram para sobrepreço de R$ 648 milhões nas obras para a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. O montante registrado no empreendimento estaria 16% acima dos valores de mercado, segundo o laudo da Operação Lava-Jato, que aponta ainda para contratos suspeitos com empresas investigadas. Os prejuízos podem chegar a R$ 19 bilhões, segundo os operadores do processo.

O consórcio investigado pela PF é liderado pela construtora Camargo Corrêa, que negou a ocorrência de sobrepreço nas obras da refinaria. O documento indica que ao menos R$ 126 milhões foram gastos com empresas e consultorias suspeitas de lavagem de dinheiro, entre as quais estaria a JD Assessoria, do ex-ministro José Dirceu.

A empreiteira é investigada por esquemas de propina em obras da Petrobrás, entre as quais estaria a de Abreu e Lima. Segundo o vice-presidente da Camargo Corrêa, Eduardo Leite, a propina paga entre 2007 e 2012 chegou a R$ 110 milhões. O esquema foi confirmado à PF no depoimento de dois delatores da companhia.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of