Megabanner

JUSTIÇA CONDENA TRÊS EX-DIRIGENTES DA CAMARGO CORRÊA ENVOLVIDOS NA LAVA JATO

Dalton AvanciniApós longos meses de investigações, foram condenados à prisão nesta segunda-feira (20) os primeiros representantes de empreiteiras na Operação Lava-Jato. Acusados por crimes de corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro, três ex-dirigentes da Camargo Corrêa foram sentenciados pela Justiça Federal do Paraná. São eles o ex-presidente, Dalton Avancini (foto), o ex-vice presidente, Eduardo Leite, e o ex-presidente do conselho de administração, João Ricardo Auler.

Devido ao acordo firmado para delação premiada, Avancini e Leite cumprirão suas penas em domicílio. Após ter revogada sua permanência em liberdade com uso de tornozeleira eletrônica, Auler deverá cumprir nove anos e seis meses de prisão por corrupção ativa.

Responsável pelas ações da operação, o juiz Sérgio Moro firmou em R$ 50,053 milhões o valor mínimo necessário para ressarcir danos causados à Petrobrás com os esquemas ilícitos. O valor corresponde somente à propina paga para a diretoria de Abastecimento da estatal, por meio de Costa. Em sua sentença, Moro sugeriu que a empreiteira busque regularizar sua situação com a Controladoria Geral da União (CGU), Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade) e Ministério Público Federal, além da Petrobrás. “Considerando as provas do envolvimento da empresa na prática de crimes, incluindo a confissão de seu ex-presidente, recomendo à empresa que busque acertar sua situação junto aos órgãos competentes”, afirmou ele.

Além dos ex-dirigentes, foram condenados também o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef e o policial federal Jayme Alves de Oliveira, responsável por fazer entregas de dinheiro a Youssef.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Biffy Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Biffy
Visitante
Biffy

Ao serem presos, não havia dúvidas sobre a condenação e pelo prejuízo causado a sociedade, como um todo, também caberia uma avaliação e julgamento em paralelo. Essas ervas daninhas, por onde passaram deixaram sementes e irão, mais cedo ou mais tarde, germinar em continuidade de suas ambições. São 600 milhões de trabalhadores afetados, de forma direta e indireta, por atos e cursos, praticados pelo cartel e o cheiro, ninguém entrega. Resta agora acreditar nos próximos investigados, se falaram a verdadeira trama, ainda sem O mandante e organizador de toda essa trama, que envolve uma nação pobre, abandonada, desesperançada do presente… Read more »