Megabanner

CAMARGO CORRÊA FECHA ACORDO E VAI PAGAR R$ 104 MILHÕES DE MULTA POR FORMAÇÃO DE CARTEL

Vinicius CarvalhoA Camargo Corrêa conseguiu fechar um novo acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), incluindo dois de seus executivos investigados na Operação Lava-Jato, e pode ter um certo alívio em relação ao tamanho da multa que será estimada pelo órgão em relação às acusações de formação de cartel e fraudes em licitações. Caso as informações fornecidas sejam muito relevantes para as investigações, a empreiteira vai pagar R$ 104 milhões.

Os principais focos das revelações que são buscadas pelo Cade, e que podem ser fornecidas pela Camargo, segundo o presidente do órgão, Vinicius Carvalho (foto), referem-se a contratos para obras no Complexo Petroquímico de Itaboraí, o Comperj, na Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, e à montagem eletromecânica da usina nuclear Angra 3.

O Cade tem interesse principalmente em informações sobre a relação de um grupo formado pelas seis maiores empresas, incluindo a Camargo, que atuavam em contratos grandes dos setores de óleo e gás e de energia no país, e que estão sendo investigadas pela Lava Jato. Um acordo similar tinha sido assinado com a Setal, que forneceu dados e depoimentos sobre alguns casos de corrupção em que esteve envolvida, mas, segundo o órgão, ela não fazia parte do grupo mais seleto, dos seis, por isso não pôde contribuir em todos requerimentos.

Agora, com a Camargo no processo, a expectativa da instituição é alcançar novas revelações mais detalhadas sobre todo o modelo de funcionamento nos acordos relativos a licitações e contratos com o setor público.

Caso outras empreiteiras se animem com o tamanho da redução da multa, será tarde demais, porque o regulamento do Cade permite que o acordo de leniência seja fechado apenas com a primeira empresa a procurar o órgão com este objetivo. No entanto, há um outro tipo de acordo, chamado termo de cessação de conduta (TCC), que pode ser avaliado, dependendo do caso.

2
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
JucãoAssis Pereira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Assis Pereira
Visitante
Assis Pereira

GÊNESIS DA CORRUPÇÃO NA PETROBRAS Na qualidade de ex-empregado da Petrobras, trabalhando por décadas como engenheiro especialista em contratação de grande porte, fui testemunha do início do processo de aparelhamento que foi engendrado na maior empresa nacional, orquestrado por sindicalistas, políticos e empresários inescrupulosos, lobistas e aproveitadores de plantão. Nos idos de 2003, fim do mandato de FHC e inicio do primeiro mandato do Lula, instalou-se na administração da Petrobras uma “força sindicalista” que foi logo designada como “Santíssima Trindade”, designação dada a Armando Trípode, Diego Hernandes e Wilson Santarosa, entes sindicalistas incrustados ma Petrobras, ato primeiro do aparelhamento do… Read more »

Jucão
Visitante
Jucão

Gostei da atitude da Camargo Correa, entrega todo mundo mesmo, Petrobras e Angra3,o diretores fazem seus acordos escusos, demitem o trabalhador, aquele que precisa do salário para sustento da sua família….tem que prender todos eles….agora quero ver… a casa caiu doutores.