Megabanner

DEPUTADOS E SENADORES SOLICITAM A JANOT AFASTAMENTO DE EDUARDO CUNHA DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Eduardo CunhaOs dias de Eduardo Cunha (PMDB-RJ)  na presidência da Câmara dos Deputados podem estar contados. Um grupo de parlamentares entregou ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quinta-feira (3), um pedido para que Cunha (foto) deixe o posto que ocupa, caso o Supremo Tribunal Federal (STF) aceite a denúncia feita contra ele.

O deputado carioca está sendo investigado na Operação Lava Jato e foi denunciado em agosto por suspeita de corrupção e lavagem ativa de dinheiro junto ao STF. Ainda são necessários alguns procedimentos burocráticos para que a saída de Cunha possa acontecer.

Primeiro, cabe a Janot pedir ou não o afastamento de Cunha, como desejam os deputados Chico Alencar (PSOL-RJ), Ivan Valente (PSOL-SP), Jean Wyllys (PSOL-RJ), Alessandro Molon (PT-RJ) e Glauber Braga (PSB-RJ) e os senadores Lasier Martins (PDT-RS) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP). Uma vez feito o pedido, Cunha se torna réu no processo e o STF julga a saída do parlamentar do mais alto cargo legislativo.

O pedido dos congressistas é embasado no argumento de que o presidente da Câmara abusa do seu cargo em benefício próprio e para “evitar o cometimento de novos crimes e a obstrução do processo de responsabilização criminal”.

O fato de Cunha ser o terceiro na linha sucessória para a Presidência da República também foi lembrado, já que, segundo o artigo 86 da Constituição, chefe do Executivo não pode permanecer no cargo em caso de recebimento de denúncia no Supremo. O peemedebista comanda o Legislativo, mas no entendimento dos que requerentes a regra deve valer para os possíveis sucessores.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of