Megabanner

BARUSCO PRESTA DEPOIMENTO CONTRA DUQUE EM AÇÃO DA LAVA-JATO NESTA QUARTA-FEIRA

baruscoApós firmar acordo para devolver mais de R$ 250 milhões aos cofres públicos, o ex-gerente de Serviços da Petrobrás, Pedro Barusco (foto), faz novas movimentações em meio à Operação Lava-Jato. O investigado irá depor nesta quarta-feira (9) como testemunha de acusação contra o ex-diretor da estatal, Renato Duque, que responde a processo por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A audiência acontecerá na sede da Justiça Federal, em Curitiba, em ação que envolve também os réus Júlio Camargo e João Antônio Bernardi Filho.

Na hierarquia da estatal, Barusco era um funcionário subordinado a Duque. As investigações da Polícia Federal, no entanto, colocam os dois lado a lado: ambos como réus sob acusações de envolvimento ativo nos esquemas de desvio de recursos da Petrobrás por meio de fraudes em contratos e licitações.

Em depoimento realizado em março deste ano, Barusco confirmou à Justiça a participação de Duque no pagamento de propinas dentro da companhia. Segundo o ex-gerente, que admitiu um desvio total da ordem dos US$ 100 milhões, ele e Duque dividiam valores advindos de mais de 70 contratos entre os anos de 2005 e 2010

2
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Assis PereiraManuel Audaz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Manuel Audaz
Visitante
Manuel Audaz

Barusco assumiu suas atuações frente a Petrobras. Em depoimento, disse ele que “uma vez dentro desse jogo, difícil é sair”. Resumidamente, seria o mesmo que apostar na impunidade, face aos grandes também envolvidos.
Ao menos, em sua trajetória, Barusco mostrou-se cordial com seus pares e subordinados.
Diferente de Barusco, Duque, prepotente, desconfiado de tudo e de todos. Arrogante e de uma soberba invejável, camuflava tudo isso, a sua ganância, acima de tudo!

Assis Pereira
Visitante
Assis Pereira

CURIOSIDADES DO PETROLÃO: Não faz muito tempo, o escritório de advocacia Evaristo de Morais havia arrolado a advogada Mariana Fernandes, Gerente do Jurídico de Serviço da Petrobras e dezenas de Gerentes da Petrobras na defesa de Renato Duque, através Petição encaminhada em 6 de Maio de 2015 ao Excelentíssimo Senhor Juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba. Percebíamos naquela oportunidade o desespero generalizado daqueles que provavelmente estariam envolvidos com a corrupção engendrada contra a Petrobras, e que se mantém afastado das investigações no âmbito da “Lava Jato” ou CPI da Corrupção na Petrobras. Com o advento da Delação premiada do… Read more »