INDICATIVO DE GREVE NA PETROBRÁS JÁ TEM ADESÃO DE 31 PLATAFORMAS E PODE CRESCER

plataformaO movimento grevista se alastra nas unidades operacionais da Petrobrás e não tem previsão de término, em meio aos cortes de gastos e desinvestimentos que afetam os trabalhadores. Na região da Bacia de Campos, ao menos 31 plataformas já aderiram à greve, segundo o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF). Enquanto a estatal vem buscando amenizar os efeitos da paralisação por meio de equipes de contingência para substituir os funcionários, a atual tendência é de que os protestos sigam crescendo e a greve tenha início a qualquer momento. Com a realização de novas assembleias até esta quarta-feira (16), o número de plataformas que apoiam o movimento pode subir ainda mais.

A pauta central dos petroleiros é a oposição aos cortes que vem sendo praticados na empresa. Entre ativos postos à venda e medidas internas de redução de gastos, os funcionários da companhia vêm sendo afetados e há alguns meses a greve é assunto constante nos sindicatos. A paralisação do dia 24 de julho demonstrou o alcance do movimento, que interrompeu diversas unidades no país; as 31 plataformas que atualmente aderiram, no entanto, já superam em seis a quantidade de unidades paralisadas na época.

As plataformas que aderiram até o momento, segundo o Sindipetro-NF, são: PPG-1, PNA-2, PCH-1, PCP 2, PCP 1/3, PVM-1, PVM-3, P-08, P-09, P-12, P-15, P-18, P-19, P-20, P-23, P-25, P-26, P-35, P-37, P-40, P-43, P-47, P-48, P-50, P-51, P-52, P-54, P-56, P-61, P-62 e P-63. Somando-se todas as unidades, foram 784 votos favoráveis à greve, 213 contrários e 43 abstenções.

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
  Subscribe  
Notify of