Megabanner

PLATAFORMA DE PAMPO TEM ÁREAS INTERDITADAS POR IRREGULARIDADES TÉCNICAS

pampoIrregularidades técnicas levaram o Ministério do Trabalho a paralisar algumas áreas da Plataforma de Pampo (PPM-1) e da Sonda Modulada SM-12, que atuam em conjunto na Bacia de Campos. A interrupção ocorreu nas áreas de preparo e realização de tintas, laboratório, acessos às escadas à torre da sonda e aos guindastes, e foi motivada por uma denúncia feita pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF).

As áreas irregulares foram interditadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) nesta semana e deverão permanecer paralisadas até que sejam solucionados os problemas operacionais. De acordo com o diretor do Sindipetro-NF, Marcelo Nunes, as irregularidades são referentes a itens apresentados no Relatório Técnico de Interdição.

A denúncia feita pela categoria apontava para problemas no deslocamento de trabalhadores entre plataformas. A Plataforma de Pampo é operada pela Petrobrás e está em operação na região norte do estado do Rio de Janeiro desde 2000.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of