Megabanner

RICARDO PESSOA É AUTORIZADO A RETIRAR TORNOZELEIRA ELETRÔNICA E UTC RENEGOCIA DÍVIDA COM CREDORES

Ricardo PessoaO ano de 2016 já começou com boas notícias, pelo menos para o dono da UTC, Ricardo Pessoa. O empresário conseguiu autorização da Justiça para retirar a tornozeleira eletrônica, que o acompanhava desde quando saiu da cadeia, em abril. Uma renegociação da dívida de R$ 1,2 bilhão junto a bancos também foi realizada e a empreiteira passa a ter cerca de três anos a mais para pagamento do débito.

Ricardo Pessoa é tido como um dos principais articuladores dentro do “Clube das Empreiteiras” estabelecido dentro da Petrobrás, e é o único dos empresários envolvidos no esquema que já voltou a exercer suas funções. A renegociação das dívidas não foi capitaneada por ele, mas contou com sua palavra final.

A empresa é a primeira envolvida na Lava Jato a se acertar com os bancos. A negociação entre as partes consiste na troca de dívidas velhas por debêntures (títulos de dívida), com novas condições. A UTC ganhou novos prazos e juros menores em empréstimos e curto prazo. Aliás, os prazos para pagamentos podem ser ainda mais extensos, basta a UTC cumprir com as condições combinadas com seus credores.

A estratégia da companhia é focada na venda de ativos do seu patrimônio, como a participação de 23% no consórcio administrador do aeroporto de Viracopos, em Campinas, São Paulo. Em setembro, o fundo americano Fortress ofereceu R$ 564 milhões pela participação no empreendimento, mas a oferta foi retirada no mês passado.

A UTC passou a ter dificuldades quando Ricardo Pessoa foi preso e a companhia parou de pagar os bancos, no final de 2014. A lista de credores tem como destaques o Bradesco, Itaú, Santander e Banco do Brasil e estes haviam aceitado que os pagamentos fossem suspensos até o meio do ano passado, mas o cronograma não saiu como o esperado, demorando ainda mais seis meses para um acordo final ser alcançado, na última semana de dezembro de 2015.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of