ITAIPU BINACIONAL REASSUME LIDERANÇA MUNDIAL DE PRODUÇÃO DE ENERGIA EM 2015

Airton DippPassada a crise hídrica de 2014 e após os efeitos do El Niño, aumentando o volume da Bacia Hidrográfica do Rio Paraná, a usina de Itaipu Binacional reassumiu a liderança mundial em produção de energia. A rival a ser batida na disputa era a hidrelétrica chinesa de Três Gargantas, que anunciou nesta quinta-feira (7) um total de 87 milhões de MWh produzidos no ano passado, 2,2 milhões de MWh a menos que Itaipu.

O ano de 2014 foi um ponto fora da curva na história da hidrelétrica de Itaipu. Foi o único ano desde sua entrada em operação que a usina perdeu a posição de líder mundial de produção anual de eletricidade. A principal razão foi a crise hídrica enfrentada ao longo do ano, que também teve reflexos no primeiro semestre de 2015, levando Itaipu a ter uma produção abaixo a média dos últimos anos.

“Esses números nos deixam ainda mais otimistas de que estamos no caminho certo para continuar buscando a excelência na produção sustentável e projetar um 2016 melhor ainda. Já nesta primeira semana de 2016, estamos produzindo 17% a mais do que no mesmo período de 2015, ano em que reassumimos a posição de liderança mundial em produção de energia”, afirmou o diretor técnico executivo de Itaipu, Airton Dipp (foto).

A expectativa para 2016 é otimista, baseada em previsões meteorológicas, no bom desempenho operacional da binacional e também no comportamento dos sistemas de transmissão e de consumo, tanto no Brasil quanto no Paraguai. Um volume superior a 90 milhões de MWh é esperado para este ano, o que não ocorreu nos últimos dois anos.

Deixe seu comentário

1 Comentário em "ITAIPU BINACIONAL REASSUME LIDERANÇA MUNDIAL DE PRODUÇÃO DE ENERGIA EM 2015"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
trackback

[…] produziu 2,5% a mais que Três Gargantas no ano passado: 89,2 milhões de MWh contra 87 milhões de MWh da chinesa durante o ano de […]