Megabanner

JOÃO SANTANA, ESPOSA E OPERADOR DA ODEBRECHT SÃO DENUNCIADOS PELA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA

Joao SantanaO sorriso irônico e debochado de Mônica Moura ao ser presa pela Operação Lava Jato, sumiu de seu rosto. Nesta segunda-feira ( 28) a Polícia Federal e o Ministério Público  denunciaram à justiça federal  ela e o marido, o publicitário João Santana,  responsável pelas campanhas de Lula (2006) e Dilma Rousseff (2010 e 2014). Além deles,  o lobista Zwi Skornicki, apontado como operador no exterior de propinas da Odebrecht, também foi denunciado.

Os crimes a que são acusados são de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa. O caso agora segue no Supremo Tribunal Federal, onde será analisado junto às investigações sobre o departamento criado dentro da Odebrecht para cuidar exclusivamente de propina. A mais alta esfera jurídica foi mobilizada devido a uma planilha da Odebrecht com supostas doações, não se sabe se legais ou ilegais, para cerca de 300 políticos, alguns dele com foro privilegiado.

Os três estão presos desde fevereiro, quando foram alvo da 23ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Acarajé. Entre as evidências levantadas pelos procuradores e pelo juiz Sérgio Moro estão o recebimento de US$ 7,5 milhões, entre 2012 e 2014, desviados do esquema de corrupção descoberto dentro da Petrobrás. O destino do montante foi uma conta da offshore Shellbill Finance, na Suíça, apontada como de propriedade do casal Santana.

Um acordo de delação premiada já está sendo discutido por João Santana e Monica Moura junto aos responsáveis pela investigação da Operação Lava Jato. Na última semana, o casal foi indiciado criminalmente pela Polícia Federal. Zwi Skornicki, denunciado nesta segunda-feira, também foi indiciado.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of