Megabanner

ANP PRORROGA CONCESSÃO DE CAMPOS DE MARLIM E VOADOR, E PETROBRÁS VAI INSTALAR MAIS DUAS PLATAFORMAS NAS ÁREAS

Magda e BendineA assinatura da prorrogação dos contratos de concessão dos campos de Marlim e Voador, sob responsabilidade da Petrobrás, pode dar um breve alento à indústria nacional, já que a reboque veio o compromisso de instalação de mais duas plataformas para revitalizar a produção dos campos. Caso seja levado adiante o plano, haverá novas encomendas para os fornecedores nacionais.

O acordo foi selado entre a diretora-geral da ANP, Magda Chambriard, e o ainda presidente da Petrobrás, Aldemir Bendine, que está prestes a ser substituído pelo governo interino de Michel Temer. A prorrogação estende a atividade na área para até 2052, sendo que antes o fim dos contratos estava previsto para 2025.

As duas novas unidades serão instaladas no campo de Marlim, onde está prevista a ampliação da capacidade de injeção de água e de processamento de fluidos, além da perfuração de dez novos poços. O campo foi o quinto maior produtor em março, com cerca de 150 mil barris de petróleo/dia e dois milhões de metros cúbicos de gás/dia.

Uma das plataformas também será interligada aos poços de Voador, que produziu 1.520 barris de petróleo/dia e aproximadamente 38 mil metros cúbicos de gás natural no mesmo mês.

A assinatura foi baseada na Resolução n° 2/2016 do CNPE, que autorizou a ANP a prorrogar os contratos de concessão firmados na Rodada Zero, em 1998, com o objetivo de propiciar novos investimentos em campos maduros a partir deste ano.

A única dúvida que paira no ar é de onde a Petrobrás vai tirar o dinheiro para essas duas novas plataformas, já que seu endividamento ainda é colossal e o plano de desinvestimentos não tem andado no ritmo que a companhia esperava.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of