Megabanner

PETROBRÁS AVALIA PROPOSTAS PELA BR DISTRIBUIDORA E ESTUDA REPASSAR CONTROLE DA SUBSIDIÁRIA

BR DistribuidoraA venda da BR Distribuidora pode ganhar novos contornos com o atual comando da Petrobrás, a cargo de Pedro Parente. A estatal já recebeu três propostas pela empresa, da Brookfield, do fundo GP Investiments e da Advent International, com a chance de haver um quarto concorrente, a Vitol, de origem holandesa, na disputa. De qualquer maneira, até agora a forma de venda avaliada internamente apontava a cessão de no máximo 49% de participação, mas o repasse do controle majoritário sobre a BR já está sendo estudado como uma possibilidade na Petrobrás.

O processo de negociação ainda deve demorar alguns meses, tendo em vista que a estatal tem elaborado diversos cenários para a venda, a partir de quadros em que a fatia seria adquirida em bloco ou subdividida em diversos ativos para melhor captura de valor. No entanto, o comando da companhia ainda não chegou a uma conclusão sobre a melhor maneira de levar o processo adiante, mas Parente já deixou claro que o que importa é conseguir o melhor valor possível.

A BR Distribuidora possui atualmente 34,9% do setor de distribuição de combustíveis, cerca de 8.200 postos de serviços com sua bandeira e mais de 1.200 lojas de conveniência, além de mais de dez mil grandes clientes entre indústrias, termoelétricas, companhias aéreas, frotas de veículos leves e pesados, entre outros.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Assis Pereira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Assis Pereira
Visitante

PLANO DE DESINVESTIMENTO DA PETROBRAS x REDUÇÃO DA CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE CAIXA. https://www.linkedin.com/pulse/plano-de-desinvestimento-da-petrobras-x-redu%C3%A7%C3%A3o-gera%C3%A7%C3%A3o-pereira?trk=pulse_spock-articles O plano de desinvestimento da Petrobras prevê a venda de ativos totalizando a cifra de US$ 14,4 bilhões somente em 2016. Além das subsidiárias de infraestrutura, a companhia negocia a venda de terminais de regaseificação e usinas termoelétricas movidas a gás. Pretende ainda concluir a venda da Liquigás, subsidiária de distribuição de GLP, gás de botijão, para alcançar esse valor. Na estratégia desse negócio, a Petrobras identificou dois seguimentos enquadrados como possíveis compradores dos gasodutos – Empresários que atuam no ramo de infraestrutura e os detentores… Read more »