Megabanner

ELETRONUCLEAR VAI APRESENTAR ESTUDO AO GOVERNO PARA RETOMADA DE ANGRA 3

wilson_ferreira_juniorA Eletronuclear ainda sofre os efeitos da Lava Jato, com a paralisação das atividades de construção e montagem de Angra 3, mas já prepara um estudo para tentar convencer o governo a retomar o projeto da terceira usina nuclear brasileira, que sofreu com sucessivos atrasos e questionamentos nos últimos anos.

O estudo, conforme afirmou o presidente da Eletrobrás, Wilson Ferreira Jr (foto), em entrevista ao jornal Valor Econômico, fará um levantamento da situação atual das obras de Angra 3, com a estimativa de custos para sua retomada, que depende de aprovação do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

Os últimos cálculos realizados pela estatal avaliaram o custo total da usina em cerca de R$ 17 bilhões, sendo que R$ 8,477 bilhões desse total representaram o chamado “impairment” feito pela empresa em seus balanços financeiros mais recentes, computando as baixas contáveis provenientes das descobertas da Operação Lava Jato.

Ainda assim, a usina já teve mais de metade das obras concluídas e gera prejuízo parada, como sempre alertam engenheiros do setor. Desta forma, a retomada precisa ser agilizada, já que, mesmo sem ela, a previsão de início da operação da planta é para dezembro de 2022.

Até setembro de 2015, quando foram paralisadas de vez as atividades nos canteiros, a unidade havia chegado a 67,1% de concussão das obras civis e 58,4% de progresso físico global.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of