Megabanner

PETROBRÁS FAZ PRESSÃO PARA DESCUMPRIR CONTEÚDO LOCAL DE LIBRA

solange guedesA Petrobrás está cada vez mais voltada à indústria internacional e não arreda pé da posição de querer descumprir o conteúdo local de Libra e Sépia, as áreas que terão contratações de novos FPSOs este ano.

As licitações das unidades estão atravancadas na justiça, por conta de uma ação movida pelo Sinaval, que conseguiu uma vitória em dezembro contra a estatal, já que a companhia queria levar os projetos para o exterior e pretendia receber as propostas no dia 16 de janeiro, mas provavelmente terá que adiar a data.

Ainda assim, a diretora de exploração e produção da Petrobrás, Solange Guedes (foto), insiste no pedido de perdão (waiver) para o descumprimento do conteúdo local, fazendo pressão para ser liberada das obrigações.

“Existe uma convergência e empenho total da ANP de tratar desse assunto com cuidado e atenção”, afirmou Guedes em evento no Rio, chegando ao ponto de alegar que a negativa a esses pedidos poderia comprometer a viabilidade dos projetos: “No limite, não há projeto de Libra sem waiver”, afirmou.

A questão vem gerando muita polêmica desde o ano passado, já que a indústria nacional está em estágio crítico e vinha se programando para contar com as contratações provenientes dos dois projetos. Além disso, uma tecla muito batida é a falta de isonomia da Petrobrás ao contratar no Brasil e fora, já que aqui ela faz exigências exorbitantes de QSMS e de fiscalização, que encarecem os projetos, enquanto que em outros países, como na China, o nível de rigor é extremamente menor.

 

8
Deixe seu comentário

avatar
8 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
joão batista de assis pereiraPensadorLuciano Seixas ChagasLuciano Arêas Carvalhoalexandre loz. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
alexandre loz.
Visitante
alexandre loz.

Quem patrocinou o Pato Amarelo que se pronuncie agora.

Luciano Arêas Carvalho
Visitante
Luciano Arêas Carvalho

Depois de ler essa matéria, me veio a seguinte pergunta: e onde fica a lei 8.666/93 (lei de licitações) e toda a legislação pertinente a qual a Petrobras como sociedade de economia mista juntamente, juntamente com outras entidades da Administração Pública Indireta e órgãos da Administração Direta? Se não me engano, a legislação que regula as licitações segue o princípio constitucional da isonomia, do desenvolvimento nacional sustentável, da moralidade, da impessoalidade, da igualdade, da publicidade, da probidade e da vinculação do instrumento convocatório, favorecendo as empresas nacionais ou não instaladas no Brasil e que possam representar a criação de empregos,… Read more »

Luciano Arêas Carvalho
Visitante
Luciano Arêas Carvalho

Depois de ler essa matéria, me veio a seguinte pergunta: e onde fica a lei 8.666/93 (lei de licitações) e toda a legislação pertinente a qual a Petrobras como sociedade de economia mista está submetida, juntamente com outras entidades da Administração Pública Indireta e órgãos da Administração Pública Direta? Se não me engano, a legislação que regula as licitações segue o princípio constitucional da isonomia, do desenvolvimento nacional sustentável, da moralidade, da impessoalidade, da igualdade, da publicidade, da probidade e da vinculação do instrumento convocatório, favorecendo as empresas nacionais ou não instaladas no Brasil e que possam representar a criação… Read more »

Luciano Seixas Chagas
Visitante
Luciano Seixas Chagas

A questão de limites de atratividade e de custos de projetos tipo FPSO’s deve ser encarada com carinho. Certamente nenhuma companhia mundial competirá com os chineses em preços, que sempre são mui subsidiados. Então o que fazer. Como as empresas nacionais estão cada vez mais sobrecarregadas por impostos e dívidas, que crescem a cada ano, principalmente quando os Estados estão geridos por irresponsáveis que geraram e geram quebradeiras como a do Rio de Janeiro apesar da cobrança de impostos extorsivos tanto das pessoas físicas como e principalmente as jurídicas. Tivéssemos governantes sérios, a nível federal e estadual, produziríamos subsídios para… Read more »

Pensador
Visitante
Pensador

Realmente a falta de isonomia é muito prejudicial às empresas nacionais. A Petrobras não se preocupa em estimular o mercado nacional, ela só olha para o seu umbigo e só visa o lucro acima de tudo, principalmente da segurança. Um bom exemplo é a contratação de mão de obra estrangeira pelas suas subcontratadas sem qualquer exigência de comprovação de conhecimentos técnicos mínimos para trabalhar nestas empresas, as quais também não se preocupam em contratar pessoas capacitadas, mas sim mão de obra barata. Resultado: Ineficiência, Aumento do número de acidentes de trabalho, que diga-se de passagem não são comunicados às DRT,… Read more »

joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira

PETROBRÁS COMETE ILEGALIDADE AO FAZER PRESSÃO PARA DESCUMPRIR CONTEÚDO LOCAL DE LIBRA E VEDAR PARTICIPAÇÃO DE EMPRESAS NACIONAIS NAS GRANDES LICITAÇÕES. A Petrobras na condição de Empresa estatal de economia mista, ao fazer pressão para descumprir o Conteúdo Local nas contratações de Grande Porte, ou abster-se da admissão de empresas nacionais nos certames licitatório, não vem respeitando a Lei 8666 e princípios fundamentais contidos na Constituição Federal. Subordinam-se ao regime desta Lei, além dos órgãos da administração direta, os fundos especiais, as autarquias, as fundações públicas, as empresas públicas, as sociedades de economia mista e demais entidades controladas direta ou… Read more »

joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira

As multas bilionárias que os americanos impuseram a Volkswagen e agora a Fiat Chrysler devem servir de exemplo a nossa Petrobras. A conta da roubalheira do Petrolão nos EUA sera igualmente bilionária, equanto no Brasil, ninguém se atreve a acionar a Estatal na Justiça.

joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira

ILEGALIDADE CONTINUADA NA PETROBRAS – A TROCA O GOVERNO NÃO TEM SIDO SUFICIENTE PARA COLOCAR A PETROBRAS NO RUMO DA ILEGALIDADE NA CONDUÇÃO DOS SEUS NEGÓCIOS. https://www.linkedin.com/pulse/ilegalidade-continuada-na-petrobras-jo%C3%A3o-batista-assis-pereira?trk=pulse_spock-articles PETROBRÁS COMETE ILEGALIDADE AO FAZER PRESSÃO PARA DESCUMPRIR CONTEÚDO LOCAL DE LIBRA E VEDAR PARTICIPAÇÃO DE EMPRESAS NACIONAIS NAS GRANDES LICITAÇÕES. A Petrobras quando sinaliza que vai mexer nos procedimentos internos voltados a contratação de bens e serviços nos deixa a todos apreensivos. Abre-se uma janela no campo das facilidades a titulo de desburocratizar ou destravar o sistema que está sempre emperrado e amplia o risco de adentrar pela porta da frente a… Read more »