BRASIL DEVE ADICIONAR 10 GW DE GERAÇÃO NO PRÓXIMO ANO, DIZ CÂMARA DE GESTÃO DA CRISE HÍDRICA

fc97c6c8-c3e1-4a66-a3b9-9efd763233b7A Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG) realizou nesta semana a sua primeira reunião ordinária. No encontro, foi apresentada uma previsão de que o sistema elétrico brasileiro terá o acréscimo de 10 GW de geração no ano de 2022. Além disso, o sistema também receberá 7,5 mil km de novas linhas de transmissão e 28 mil MVA de capacidade de transformação.

A reunião inaugural do CREG também estabeleceu as regras de funcionamento da Câmara, cujos trabalhos visam articular órgãos e entidades responsáveis pelas atividades dependentes dos recursos hídricos. A CREG foi instituída pela Medida Provisória (MP) 1.055/2021, publicada no último dia 28 no Diário Oficial da União.

A câmara vai definir diretrizes para estabelecimento de condições excepcionais e temporárias para a operação dos reservatórios das usinas hidrelétricas do país, envolvendo definições para limites de uso, armazenamento e vazão.

Essa primeira reunião teve a participação dos Ministros Bento Albuquerque, de Minas e Energia; Joaquim Leite, do Meio Ambiente; Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional; além de representantes da Casa Civil da Presidência da República e dos ministérios da Economia, Infraestrutura e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of