CHINESA CNDOC NÃO COMPRARÁ FATIA ADICIONAL DOS EXCEDENTES DO CAMPO DE BÚZIOS

fpso solA Petrobrás informou hoje (4) que a chinesa CNODC não irá comprar a parcela adicional de 5% a que tem direito no contrato de partilha de produção dos excedentes do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. Para lembrar, a outra parceira chinesa da Petrobrás nesse contrato, a CNOOC, manifestou o interesse em adquirir 5% a mais no empreendimento.

Dessa forma, a Petrobrás passará a deter 85% dos direitos de exploração e produção do volume excedente da Cessão Onerosa do campo de Búzios, enquanto a CNOOC deterá 10% e a CNODC 5%. Já as participações na Jazida Compartilhada de Búzios, incluindo as parcelas do Contrato de Cessão Onerosa e do Contrato de Concessão BS-500 (100% Petrobras), serão de 88,99% da Petrobras, 7,34% da CNOOC e 3,67% da CNODC.

A efetividade da transação com a CNOOC está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e do Ministério de Minas e Energia (MME)”, detalhou a Petrobrás em comunicado ao mercado.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of