CONSÓRCIO OPERADO PELA TOTALENERGIES DEVOLVE BLOCO DE ÁGUAS PROFUNDAS NA BACIA DO CEARÁ

fpsoO consórcio formado por TotalEnergies, Enauta e OGX (atualmente chamada Dommo) irá devolver à Agência Nacional do Petróleo (ANP) o bloco de águas profundas CE-M-661, localizado na Bacia do Ceará. A informação foi confirmada nesta semana pela Enauta, em comunicado ao mercado.

Segundo a petroleira, a decisão foi acordada pelo consórcio e baseada em análises geológicas e econômicas. O bloco CE-M-661 foi arrematado pelas empresas na 11ª Rodada de Licitações da ANP, em 2011. O primeiro período exploratório da área terminaria em novembro deste ano.

“O valor dos compromissos assumidos pela Enauta no Programa Exploratório Mínimo (PEM) do bloco é de R$ 26,9 milhões e o valor referente ao bônus de assinatura contabilizado é de R$ 10,1 milhões. O montante  total de R$ 37,0 milhões será registrado como gastos exploratórios no resultado do segundo trimestre de 2021”, disse a empresa.

A TotalEnergies era a operadora do consórcio, com 45% de participação. A Dommo Energia possuía uma fatia de 30%, enquanto a Enauta era dona dos 25% restantes. Na 11º Rodada, as  empresas fizeram um lance total de R$ 40,4 milhões de bloco.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of