EXXONMOBIL INICIA PRODUÇÃO DE FPSO NA GUIANA E TAMBÉM INVESTE NA PRODUÇÃO DE LÍTIO NOS ESTADOS UNIDOS | Petronotícias





EXXONMOBIL INICIA PRODUÇÃO DE FPSO NA GUIANA E TAMBÉM INVESTE NA PRODUÇÃO DE LÍTIO NOS ESTADOS UNIDOS

Liam-Mallon-1A ExxonMobil não está para brincadeira e avança com os planos de expansão de suas reservas de petróleo, ao mesmo tempo em que investe em novos segmentos de negócios. A petroleira americana anunciou que iniciou hoje (14) a produção no campo de Payara, o terceiro desenvolvimento petrolífero offshore da Guiana no Bloco Stabroek. Assim, a capacidade total de produção da empresa na Guiana cresceu para aproximadamente 620 mil barris por dia.

O navio-plataforma Prosperity, que está instalado no campo, deve atingir a produção de aproximadamente 220 mil barris por dia durante o primeiro semestre do próximo ano, à medida que novos poços entrarem em operação. Esta capacidade adicional será o terceiro marco importante para a ExxonMobil alcançar uma capacidade de produção combinada de mais de 1,2 milhões de barris por dia no Bloco Stabroek até ao final de 2027.

fpso-prosperity-keppel-offshore-pretende-entregar-uma-mega-embarcacao-flutuante-para-a-sbm-offshore-em-2023Cada novo projeto apoia o desenvolvimento econômico e o acesso a recursos que irão beneficiar as comunidades da Guiana, ao mesmo tempo que ajuda a satisfazer a procura energética mundial”, disse o presidente da ExxonMobil Upstream Company, Liam Mallon (foto principal). “Temos o prazer de trabalhar em parceria com o governo da Guiana para tornar a energia confiável acessível e sustentável”, acrescentou.

A ExxonMobil Guiana prevê que seis FPSOs estarão em operação no Bloco Stabroek até o final de 2027. Anteriormente, a empresa já havia iniciado a operação dos FPSOs Liza Destiny (2019) e Liza Unity (2022), no campo de Liza. Os campos Yellowtail (FPSO ONE Guyana) e Uaru (FPSO Errea Wittu) representam o quarto e o quinto projetos de desenvolvimento do bloco, respectivamente, e têm a capacidade de produzir 250 mil barris de petróleo por dia cada. A empresa está trabalhando com o governo da Guiana para garantir aprovações regulatórias para um sexto projeto, chamado Whiptail.

Enquanto isso, a empresa americana anunciou também nesta semana os planos para se tornar um produtor líder de lítio, um componente-chave das baterias de veículos elétricos (EV). A companhia começou os trabalhos para a primeira fase de produção de lítio da empresa na América do Norte, no sudoeste do Arkansas, uma área conhecida por conter depósitos significativos desse minério.

1561486306672O lítio é essencial para a transição energética e a ExxonMobil tem um papel de liderança a desempenhar na preparação do caminho para a eletrificação”, disse o presidente da ExxonMobil Low Carbon Solutions, Dan Ammann (foto à esquerda). “Este projeto histórico aplica décadas de experiência da ExxonMobil para desbloquear vastos suprimentos de lítio norte-americano com muito menos impactos ambientais do que as operações de mineração tradicionais”, acrescentou.

No início de 2023, a ExxonMobil adquiriu os direitos de 120.000 acres brutos da formação Smackover, no sul do Arkansas – considerada uma das áreas de lítio mais prolíficas do seu tipo na América do Norte.

O sul do Arkansas é a capital energética global do nosso estado, produzindo petróleo, gás natural e, agora, também o lítio, graças a investimentos como o da ExxonMobil e a sua combinação de competências e escala”, disse a governadora do Arkansas, Sarah Huckabee Sanders. “A minha administração apoia uma estratégia energética que garanta empregos bons e bem remunerados para os habitantes do Arkansas – e continuaremos a cortar impostos e a reduzir a burocracia para que isso aconteça”, finalizou.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of