JUSTIÇA ACEITA RECURSO DA PETRORIO E AUTORIZA CONTINUIDADE DA DECLARAÇÃO DE COMERCIALIDADE DE WAHOO

Desdobramento-de-acoes-da-PetroRio-esta-no-radarA 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro aceitou parcialmente o recurso apresentado pela PetroRio referente ao desenvolvimento do campo de Wahoo, na Bacia de Campos. Para lembrar, na última semana, o andamento do processo de declaração de comercialidade do campo foi interrompido após uma decisão judicial assinada pelo desembargador Luciano Saboia Rinaldi de Carvalho, atendendo a um pleito da IBV – parceira da PetroRio em Wahoo.

Em comunicado ao mercado, a PetroRio disse que está autorizada a dar prosseguimento ao processo administrativo na Agência Nacional do Petróleo (ANP), bem como custear e executar as atividades inerentes ao desenvolvimento do projeto Wahoo. A IBV, por sua vez, poderá manifestar-se sobre o interesse em participar ou não do projeto, dentro do prazo de 20 dias originalmente concedido.

A descoberta de óleo em Wahoo aconteceu em 2008. O campo fica a cerca de 35 km ao norte de Frade (também operado pela PetroRio), com lâmina d’água de 1.400 metros. Segundo a petroleira, a área conta com 126 milhões de barris recuperáveis de óleo (1C). O Plano de Desenvolvimento do campo pressupõe a interligação de Wahoo ao FPSO de Frade. A ideia da PetroRio é formar um cluster de produção, com o compartilhamento de infraestrutura entre os campos de Frade e Wahoo.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of