OPEP VÊ DEMANDA MUNDIAL DE PETRÓLEO MENOR EM 2021 E CORTA PREVISÃO DE OFERTA DO PRODUTO NO BRASIL

opepEm novo relatório divulgado hoje (13), a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) diminuiu a sua previsão de crescimento da demanda mundial de petróleo neste ano. Agora, a entidade estima que a demanda pelo insumo suba 5,82 milhões de barris por dia (bpd) em 2021, abaixo dos 5,96 milhões de bpd previstos em um relatório anterior.

Para 2022, a OPEP manteve a expectativa de crescimento de 4,2 milhões de bpd na demanda mundial por petróleo. A entidade também afirmou que os preços do gás natural estão alcançando máximas recordes, o que pode aumentar eventualmente a demanda por derivados de petróleo. “Se essa tendência continuar, combustíveis como gasolina, diesel e nafta podem ter apoio, impulsionados pela maior demanda por geração de energia, refino e uso petroquímico”, disse a Opep.

Ainda em seu novo relatório, a OPEP também reduziu a previsão para a oferta brasileira de petróleo em 2021, saindo de 3,74 milhões de bpd para 3,72 milhões de bpd. Se esse novo número for confirmado, ainda assim representaria um aumento de 50 mil bpd em relação a 2020.

Segundo o documento, alguns fatores influenciaram nessa previsão, como a paralisação de alguns campos para manutenção e regulações sanitárias. Para 2022, a previsão é de que a produção de petróleo no Brasil suba para 3,95 milhões de bpd por conta do início de produção de Mero 1 (FPSO Guanabara) e Peregrino – Fase 2.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of