PETROBRÁS VAI INICIAR NAS PRÓXIMAS SEMANAS UMA PESQUISA SÍSMICA MARÍTIMA EM IARA

SW-Diamond-Shearwater-750x430A Petrobrás anunciou que deve começar, entre o final de abril e início de maio, uma pesquisa sísmica marítima 3D Nodes na área de Iara, na Bacia de Santos. A atividade será realizada a 177,3 quilômetros da costa e a mais de 1.900 metros de profundidade. A pesquisa será realizada pela empresa Shearwater GeoServices, que conquistou esse contrato em outubro do ano passado.

A área de Iara compreende aos campos de Berbigão, Sururu e o Reservatório Compartilhado de Atapu. A área de implantação de OBN cobre um total de 1.309 km², implantados por um veículo operado remotamente (ROV) e a fonte tripla omnidirecional 3 × 2 da Shearwater.

A licença expedida pelo Ibama, que liberou a pesquisa, informa que poderão ser usadas uma das seguintes embarcações de fonte sísmica: SW Diamond, SW Gallien, SW Duke, SW Magellan, SW Baret, SW Mikkelsen ou SW Duchess. Além disso, o órgão ambiental autorizou também uma das seguintes embarcações de instalação de nodes: Havilla Subsea ou SW Tasman.

A pesquisa sísmica é um tipo de investigação realizada antes do processo de exploração e produção de óleo ou gás natural no mar. Ela se baseia num método acústico (utilizando ondas sonoras), que possibilita identificar as camadas sedimentares onde estão acumulados os hidrocarbonetos. Esta ferramenta não prevê o local exato de acumulação de óleo e/ou gás, mas indica os pontos mais prováveis para a sua concentração.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of